Espanha concede mesmo direito legal de humanos a cães e gatos

Foto: reprodução Sunnyskyz
Foto: reprodução Sunnyskyz

A Espanha concedeu aos animais domesticados o mesmo direito – status legal – que os humanos têm no país.

Uma nova lei classifica gatos, cães e outros animais domésticos como “seres vivos” que “têm sentimentos” e isso vale inclusive em relação a heranças, ou disputas de custódia relacionadas ao divórcio.

Significa que, quando os juízes decidem quem deve ficar com o cachorro da família, eles também devem considerar o bem-estar do animal, como fariam se estivessem lidando com crianças.

“Isso mostra que estamos mudando nossa mentalidade e vemos os animais como seres vivos com a capacidade de sentir dor, felicidade, tristeza e nada a ver com uma peça de mobiliário ou um show”, disse Lola García, uma advogada de direitos civis, ao La Vanguardia .

Maus-tratos 

De acordo com a nova lei, maus-tratos a animais de estimação também serão considerados crime, como se o proprietário tivesse abusado de outra pessoa.

Se alguém encontrar um animal abandonado, tem o dever público de tentar localizar o dono, ou informar às autoridades, como fariam se encontrassem uma criança perdida.

Europa

A Espanha junta-se à França, Alemanha, Áustria e Portugal, que são os outros países europeus que deram aos animais de estimação o mesmo estatuto legal.

“Devemos aceitar que os animais não são objetos, são seres vivos que sentem e sofrem”, disse Sandra Guaita, que apresentou a lei ao parlamento.

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – dom informações do Sunnyskyz