Recuperada do câncer, bailarina volta a hospital e agradece dançando [vídeo]

107541
Duda dançando em uma das alas do Hospital de Brasília - Foto: reprodução / Youtube
Duda dançando em uma das alas do Hospital de Brasília - Foto: reprodução / Youtube

Sobre gratidão! A bailarina Maria Eduarda de Castro Pinheiro voltou ao hospital onde foi tratada de um câncer, quando era pequena, para agradecer e incentivar crianças que estão em tratamento.

Vestida com tutu, ela dançou lindamente em alas do Hospital de Brasília e emocionou a equipe.

Duda, como é conhecida, tratou de um câncer no rim dos 5 aos 7 anos de idade. Hoje ela é professora de balé, tem 21 anos.

Dançar no mesmo local onde se recuperou da doença, há 14 anos, foi a realização de um sonho para ela.

“Sonhava com isso há muito tempo. Sempre me senti muito grata por ter me curado e tinha vontade de levar esperança e ânimo para as crianças que estão na mesma situação que um dia eu estive“, disse a bailarina ao Metrópoles.

A apresentação

A professora de balé se apresentou em três alas do centro médico na última quinta-feira, 13.

A beleza dos movimentos e a história de superação vivida pela bailarina emocionaram os funcionários e os pacientes presentes.

Ela gostou tanto da experiência que pretende voltar outras vezes ao local. Duda agradeceu:

“Há duas semanas, eu conheci a mãe de uma amiga, que trabalha no Hospital Brasília. Falei sobre minha história e meu sonho de retornar. Ela tornou possível.”

Falando em Bailarina, a vaquinha da Vih Bailarina continua aberta no Só Vaquinha Boa. Ela não tem os braços e precisa de ajuda para construir um estúdio de dança com banheiro adaptado na casa dela, para treinar e representar o Brasil. Você pode contribuir clicando aqui.

Veja trechos da apresentação da Duda:


Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa – com informações do Metrópoles