Ambientalista de 110 anos que plantou 8 mil árvores inspira o mundo

2621
Foto: Hindi
Foto: Hindi

A mãe da floresta: essa é a definição para a ambientalista de 110 anos que há décadas é defensora da natureza: a Saalumarada Thimmakka

Tudo começou em 1948, quando Saalumarada e seu marido, Bikkala Chikkayya, perceberam que não podiam ter filhos e, em vez disso, decidiram plantar árvores como forma de dar vida ao mundo.

Ao longo da vida, a centenária plantou 8 mil árvores e vem inspirando as novas gerações. Por seu trabalho, ela recebeu o National Citizen’s Award of India.

Saalumarada é do estado de Karnataka, na Índia e é reconhecida por plantar e cuidar de 384 árvores banyan – figueiras –  ao longo de um trecho de quatro quilômetros de estrada entre Hulikal e Kudur, no sul do país.

Ela e o marido começaram plantando as 385 figueiras em um terreno de 4 km e também plantaram arbustos espinhosos nas áreas circundantes para proteger as figueiras de animais selvagens.

E o casal ainda cuidava da rega das plantas. Eles transportavam água por vários quilômetros para garantir a hidratação das plantas, porque clima no local é árido.

Missão ambiental e social

Mas em 1991, Bikkala faleceu e apesar da dor de perder o marido, Saalumarada perseverou em sua missão ambiental. Ela chegou a marcar o recorde de plantar mais de 8.000 árvores em mais de sete décadas.

Dessa forma, Saalumarada se tornou uma referência na Índia e no mundo. Além do amor pelas árvores e pela natureza, ela criou uma instituição de caridade chamada Saalumarada Thimmakka International Foundation, com foco na preservação do meio ambiente.

Além disso, a vovó das árvores também se concentrou na educação de pessoas carentes na Índia, já que não pôde ir à escola quando criança.

A fundação apoia outras causas sociais doando medicamentos, mantendo vários bancos de sangue e construindo casas de repouso para pessoas com recursos limitados.

Fotos: Hindi
Fotos: Hindi

Com informações do Nation