Bailarina perde perna em acidente e volta ao local da tragédia para dançar

1195
Foto: reprodução instagram
Foto: reprodução instagram

Uma dançarina de salsa se tornou uma sensação nas redes sociais e uma inspiração para pessoas com e sem deficiência.

Depois de perder a perna, em um acidente há cinco anos na Venezuela, Andreyna Hernandez, de 29 anos, voltou ao local da tragédia para mostrar que ela ainda pode dançar e muito bem.

Em um vídeo que viralizou, Andreyna dança com seu parceiro Robert Terán, em um festival de dança social, o Salsa Casino.

Acidente

O acidente foi próximo da academia de dança onde ela fazia aulas. Uma árvore caiu exatamente no local onde a dançarina estava sentada e atingiu uma das pernas dela.

Por quase 6 horas, a comunidade tentou levantar a árvore para libertar Andreyna e levá-la ao hospital. Durante esse tempo, ele perdeu muito sangue, o que colocou a vida da jovem em risco.

Felizmente, graças à ajuda da comunidade e do centro médico onde foi tratada, ela foi salva, mas Andreyna teve que amputar a perna esquerda.

Reabilitação

Apesar da situação que viveu, ela nunca perdeu a vontade de viver, muito menos de dançar, por isso, para iniciar sua reabilitação, Andreyna decidiu fazer aulas de natação.

Anos depois começou a controlar o equilíbrio e conseguiu ficar em uma perna só, o que lhe deu esperança de continuar fazendo o que era apaixonada e foi assim que combinou seus passos de dança com seu equilíbrio.

Hoje, após 3 anos, ela é uma estrela da pista de dança e com sua energia e atitude, a jovem conseguiu conquistar o coração de muita gente e inspirar as pessoas a lutar e superar as adversidades.

Andreyna escreveu no Instagram:

“Observando a felicidade e a motivação das pessoas ao ver uma pessoa na minha condição dançar, e muito mais considerando que apenas naquela área era onde estava aquela árvore … que causou a perda do meu membro inferior esquerdo. Essa perda não foi um impedimento. desde o primeiro momento descobri que poderia dançar novamente. nada me impediu. Vou continuar fazendo o que gosto até o fim dos tempos! ” ela exclamou.

Agora, ela pede apoio no GoFundMe para conseguir uma prótese adaptada. Pelo Instagram, a jovem também agradeceu pelo apoio.

“Graças ao apoio de um amigo e grande cantor @pedroalonsomusic e da equipe da @clmarketingvzlase vocês abriram uma oportunidade muito importante para mim, de poder ter uma prótese adaptada ao meu estado, o que me permite ter mais qualidade de vida .

É por isso que no esforço conjunto, está indicado no meu perfil um “Go Fund Me”, que me permitirá recolher os fundos necessários para o obter [a prótese].”

“Tudo é uma corrente. Eu me inspiro na dança, e na dança inspiro os outros … Eu amo o que faço. Amo dançar. Agradeço a todos que me apoiam e todos os dias passam um tempinho me escrevendo coisas muito legais. Eu os amo”.

Ajude outra bailarina a conquistar seus sonhos, desta vez uma brasileira. Compartilhe também a história da Vitória Buono, que não tem os braços e está com a campanha aberta no SóVaquinhaBoa.

Lembrando que mesmo com a construção voluntária do banheiro da Vih, ela ainda conta com a ajuda de todos para construir o estúdio de dança adaptado, com um banheiro adaptado ao lado. O espaço é essencial para ela se preparar para representar o Brasil na dança quando essa pandemia passar!

Faça a sua contribuição no site do Só Vaquinha Boa!

Veja a performance:

Com informações do GNN