Idosa planta árvores frutíferas para vizinhos colherem à vontade

2494
Dona Elvecy cultiva árvores frutíferas para vizinhos pegarem à vontade - Foto; Marcos Maluf
Dona Elvecy cultiva árvores frutíferas para vizinhos pegarem à vontade - Foto; Marcos Maluf

Uma idosa brasileira planta árvores frutíferas no canteiro central de uma avenida, onde mora, para que todos do bairro tenham algo saudável e gratuito para comer a qualquer hora do dia.

São árvores de pitanga, ponkan, caju vermelho e amarelo, romã, amora, limão, jabuticaba, goiaba e manga. Várias delas já cresceram e já estão dando frutos.

E o melhor: a a ideia vem inspirando outros vizinhos, que também passaram a cultivar as árvores.

“Sou eu, os vizinhos aqui do lado e a vizinha dali da padaria que regamos, sempre no final da tarde. A gente enche as jarrinhas e fica indo e voltando até terminar de regar”, contou dona Elvecy Fernandes, de 66 anos.

Há três anos ela percorre o canteiro central da avenida onde mora, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, para regar as inúmeras árvores frutíferas que cultiva.

Bairro mais unido

Dona Elvecy conta que o canteiro era completamente vazio. Foi quando ela teve a ideia de fazer algo para deixá-lo mais bonito e ajudar outras pessoas.

“Encomendei tudo ali na feira aqui perto e fui buscar a pé. Meu vizinho aqui do lado, o José Luiz quem cavou os buracos e nós plantamos de noitinha”, comentou.

Ela explica que o pequeno projeto acabou aproximando os vizinhos, que ajudam a cuidar das plantas.

Uma das vizinhas da dona Elvecy, dona Maria Jacinto Fernandes, de 72 anos, ajuda sempre que pode. “Isso aqui tudo antes era pedra, não tinha nada. Aqui a gente cuida com muito amor e carinho”, reforça.

Primeiros frutos

As primeiras árvores que dona Elvecy cultivou já estão grandes e algumas até floridas, produzindo os primeiros frutos.

No início, ela nem falava para muitas pessoas, com receio de furto das mudas. Agora, as árvores cresceram e fazem até uma sombra boa.

“Já vi muitos moradores de rua pegarem alguns frutos. E é para isso mesmo, para quem quiser se servir”, reforçou.

“Me perguntaram porque eu não quis plantar flores e eu expliquei que foi porque eu queria deixar algo de comer para quem quiser”, contou.

Até hoje, Elvecy diz nunca ter tido problemas com a Prefeitura.

“Nunca falaram nada. Os meninos da limpeza sempre limpam tudo ao redor, sem machucar as plantas. Mas se o prefeito quiser derrubar isso aqui, eu não deixo de jeito nenhum, eu bato nele aqui na grama”, brincou.

Dona Elvecy - Foto: Marcos Maluf
Dona Elvecy – Foto: Marcos Maluf
Canteiro - Foto: Marcos Maluf
Canteiro – Foto: Marcos Maluf
Primeiros frutos do mamoeiro - Foto: Marcos Maluf
Primeiros frutos do mamoeiro – Foto: Marcos Maluf
Primeiras acerolas - Foto: Marcos Maluf
Primeiras acerolas – Foto: Marcos Maluf
Dona Elvecy e a vizinha Maria Jacinto - Foto: Marcos Maluf
Dona Elvecy e a vizinha Maria Jacinto – Foto: Marcos Maluf

Com informações de Campo Grande News