Engenheiros criam tinta mais branca do planeta que elimina ar condicionado

-
Por Andréa Fassina
Compartilhar
Imagem de capa para Engenheiros criam tinta mais branca do planeta que elimina ar condicionado
Uma superfície revestida com essa tinta desenvolvida pela equipe do professor Xiulin Ruan é resfriada abaixo da temperatura ambiente sem consumir energia. Foto: Purdue University / John Underwood

Como a tinta mais branca do planeta pode substituir, ou eliminar de vez o ar condicionado? Essa resposta foi encontrada por pesquisadores norte-americanos.

Xiulin Ruan, professor de Engenharia Mecânica da Purdue University e seus alunos desenvolveram a tinta mais branca já registrada.

A tinta reflete 98,1% da radiação solar e também emite calor infravermelho. Como ela absorve menos calor do sol do que emite, uma superfície revestida com essa tinta é resfriada abaixo da temperatura ambiente sem consumir energia.

Desde o início, a ideia da nova tinta – que já bateu o recorde mundial e entrou para o Guinness Book – é que ela refletisse a luz do sol que bate num edifício e com isso baixasse a temperatura ambiente dele.

“Quando iniciamos este projeto há cerca de sete anos, tínhamos em mente a economia de energia e o combate às mudanças climáticas”, disse o professor Xiulin Ruan .

Já a tinta branca típica comum fica mais quente do que mais fria. Ela reflete apenas 80% ou 90% da luz solar e não pode tornar as superfícies mais frias do que o ambiente.

Experiência

Os pesquisadores fizeram um teste ao ar livre com uma temperatura ambiente de 43 graus Fahrenheit.

A tinta baixou a temperatura da amostra em 18 graus.

“Isso é mais potente do que os condicionadores de ar usados ​​pela maioria das casas”, disse Ruan.

A Purdue disse que já entrou com pedidos de patente e os pesquisadores estão trabalhando com uma empresa para aumentar a escala da tinta e colocá-la no mercado.

Ótima notícia em tempos de energia elétrica tão cara! Que chegue logo ao mercado essa novidade!

Com informações do SunnySkyz