Golfista de 10 anos com autismo cria a própria linha de roupas e inspira

-
Por Andréa Fassina
Compartilhar
Imagem de capa para Golfista de 10 anos com autismo cria a própria linha de roupas e inspira
Carter Bonas, de 10 anos, já sofreu preconceito e pensou em se matar. Hoje tem a própria linha de roupas e se destaca no golfe Foto: Facebook

Aos 10 anos de idade, o golfista Carter Bonas, que tem autismo, já possui seu próprio negócio de roupas e inspira outras pessoas com seu exemplo de positividade.

Mas, nem sempre foi assim. Carter já pensou em se matar quando tinha 8 anos. Por sorte, o incentivo de todos e da família fez com que o jovem prosseguisse e abrisse a própria linha de roupas de golfe extra-confortáveis, a Spectrum Golf.

“Fui diagnosticado com autismo antes de completar um ano de idade. Toda a minha vida me disseram que estou no alto do espectro. Mesmo que eu esteja […] isso não impediu outras crianças de me intimidar e me provocar ou me xingar”, desabafou.

“Depois de muitos anos sendo provocado na escola primária porque eu era ‘especial’, minha mãe e meu terapeuta me ajudaram a aprender a controlar minhas emoções e comportamento. E ainda estou trabalhando duro para isso, todos os dias… Sim, sou especial; sim, sou diferente; sim, sou estranho, e tudo bem. Sou único e diferente e tudo bem. Aprendi a abraçar minhas diferenças”, afirmou Bonas.

Roupas confortáveis 

Bonas disse que escolheu roupas de golfe pela próprio conforto.

“Estávamos pagando muito dinheiro por roupas que deveriam ser confortáveis” , disse ele.

“Tenho a pele sensível e essas roupas não eram confortáveis. Decidimos comprar as minhas para que eu pudesse ter minha própria linha de roupas e estar sempre confortável.”

A roupa também tem mensagens, por exemplo, dentro da cintura das calças, que dizem “Lead the Way” ou “Be Determined”. (conduza seu caminho, seja determinado)

“Você sempre quer se manter positivo no campo de golfe”, disse Bonas sobre o significado das mensagens. “É físico, mas acho que é principalmente mental”, garantiu o garotinho.

Spectrum Golf

Carter não só é um  exemplo de superação, como vem se destacando!

Ele e a família estiveram recentemente no Tiburón Golf Club, no Ritz-Carlton Golf Resort, na Flórida, EUA, para conhecer o bicampeão mundial de golfe e membro do Hall da Fama, Ernie Els, que tem uma fundação de apoio a pessoas com autismo. O próprio filho de Els, Ben, 19, está no espectro autista.

“O que ele fez é simplesmente inacreditável”, disse Els. “Ele começou uma empresa aos 10 anos de idade porque não se sentia como se estivesse se encaixando em nossa sociedade. Como isso é incrível”, disse o bicampeão.

Quando começou a praticar golfe, Bonas teve a ideia de criar a  Spectrum Golf.

“Escolhi o golfe porque era um esporte que eu sentia que poderia levar o meu tempo e o treinador não gritava, não me tocava e eu conseguia ficar livre a maior parte do tempo” , disse o garoto.

A aceitação de Bonas no mundo do golfe foi muito importante.

“Significa o mundo para nós poder vê-lo de uma forma positiva, uma mudança tão grande em relação a dois anos atrás, quando ele realmente teve ideias suicidas e de sempre se sentir mal consigo mesmo e acreditar nas coisas ruins que as pessoas diriam sobre ele. Agora ele sabe que as pessoas dizem coisas ruins e está tudo bem, e que fazer o seu melhor e o que realmente importa. E quão é o importante ser gentil”, conta a mãe do jovem, Thelma Tennie.

Inspiração e futuro

Parte da inspiração para Bonas começar sua própria empresa veio de se perguntar como seria sua vida se algo acontecesse com seus pais.

Os Tennies garantiram que ele seria atendido, mas quando a pandemia de coronavírus chegou, as conversas ficaram um pouco mais sérias, a ponto de compartilhar suas vontades e confiar em informações com ele.

Bonas não se conformava em saber que os bens de seus pais seriam repassados ​​a ele.

“Ele não disse apenas: ‘Oh, você vai me deixar dinheiro’ ou ‘OK, você vai me deixar a casa'”, disse Thelma.

“Ele deu um passo adiante e disse ‘Mas o que vou fazer para trabalhar? O que vou fazer? Ninguém vai me contratar porque não consigo nem um amigo. Ninguém vai me contratar.’

“Agora ele tem algo em que sabe que vai ser empregado, e o quão duro ele trabalha é o quão bom seu negócio será. E ele fez muitos grandes amigos no campo de golfe.”

Carter conversa com o bicampeão mundial de Golf Ernie Els Foto: Facebook

Carter conversa com o bicampeão mundial de Golf Ernie Els Foto: Facebook

Com informações BrightVibes