Cão-guia salva tutora com deficiência visual de cair de 3 metros no metrô

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Cão-guia salva tutora com deficiência visual de cair de 3 metros no metrô
Em vídeo, tutora também pede que o susto que tomou sirva para alertar sobre a importância da acessibilidade. Fotos: Arquivo Pessoal

A labradora Hillary, de 10 anos, foi uma heroína ao impedir que sua tutora, Mellina Reis, com deficiência visual, caísse de uma altura de 3 metros no Metrô de SP. O caso aconteceu recentemente na estação Saúde, da Linha 1-Azul, na Zona Sul.

A cachorra, ao perceber que o elevador não estava no mesmo nível da porta, evitou entrar, sinalizando à Mellina que tinha algo errado.

“Por um descuido do metrô, um acidente grave poderia ter acontecido. Mas graças ao meu anjo de quatro patas, nada aconteceu. Ela me puxou pra trás e não queria entrar no elevador”, relata a tutora em vídeo publicado.

Acessibilidade

Em vídeo, Mellina também pede que o susto que tomou sirva para alertar sobre a importância da acessibilidade e principalmente manutenção desses elevadores que estão sempre com problemas.

Em nota, o Metrô informou que o elevador tinha uma peça danificada, que foi trocada, e que ele voltou a operar. A companhia disse que vai apurar o motivo da falha e revisar os protocolos de inspeção e manutenção dos equipamentos. O Metrô também lamentou o ocorrido e pediu desculpas à Mellina.

Cão-guia mudou vida de tutora

Mellina foi diagnosticada aos 14 anos de idade com uma degeneração na retina chamada “Distrofia de Cones e Bastonetes”, doença progressiva que fez ela ir perdendo a visão com o tempo.

Foi então que Hillary chegou em sua vida e, há 7 anos juntas, já viajaram por 10 estados e 100 cidades!

“Ela mudou totalmente a minha vida, digo que é como ter um filho, preciso me preocupar com as necessidades de outro ser vivo, alimentação, banho, escovar dentes, pelo, brincar, levar ao banheiro. Aposentei minha bolsa e agora só ando de mochila, pois carrego potinho para água e ração, comida, capa de chuva, biscoitinhos, além da documentação que precisamos sempre carregar. Tirando os cuidados básicos, fez com que eu tivesse autonomia novamente, melhorou autoestima, independência, além do carinho, de nunca estarmos sozinhos e da aproximação das pessoas”, escreveu em seu blog 4 Patas pelo Mundo, onde compartilha sua rotina com a Hillary.

Assista ao depoimento de Millena sobre o caso:

Com informações de Awebic