Dono de restaurante bane clientes que assediaram e humilharam garçonete

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Dono de restaurante bane clientes que assediaram e humilharam garçonete
Um grupo de homens foi desrespeitoso. Eles tocaram na garçonete sem o consentimento dela e foram banidos - Fotos: @leeskeet13

Após saber da humilhação que sua funcionária passou com um grupo de clientes em seu restaurante, o proprietário Lee Skeet, do Reino Unido, tomou uma atitude corajosa: simplesmente baniu todos os agressores que assediaram a jovem, proibindo que voltem ao local.

Lily Griffith, 22 anos, é garçonete do estabelecimento e passou por uma triste experiência. Um grupo de homens foi totalmente desrespeitoso com a jovem. Eles tocaram na funcionária sem o consentimento dela e a humilharam em público.

Os clientes gastaram £ 1.350 (mais de 8 mil reais), mas o dono não se importou com o dinheiro e fez questão de vetar o grupo para sempre no comércio dele. E mais: a empresa onde eles trabalham soube do assédio e puniu os homens. (veja abaixo)

E-mail

Lee enviou o seguinte e-mail aos clientes:

“Quero agradecer por terem vindo ao meu restaurante hoje. Eu sei que foram até a mesa que mais consumiu na nossa história (…) Eu agradeceria se você nunca mais voltasse ao meu restaurante. Lily vale muito mais para mim do que o dinheiro dela”, avisou.

E o proprietário ainda pensou em devolver o dinheiro para que eles sentissem o erro que cometeram.

Transferiu o dinheiro para a garçonete

Mas, ele fez melhor… Depois de pensar sobre isso, Lee decidiu que não devolver o valor.

Em vez disso, ele transferiu a quantia diretamente para a conta bancária da vítima. Olha que atitude!

Apoio de internautas

Pela atitude, o dono do restaurante ganhou o respeito dos clientes e também conquistou novos admiradores.

Ele publicou o caso nas redes sociais e agradeceu a garçonete Lily. Os dois receberam muitas mensagens de apoio.

Na empresa onde trabalham os agressores foram punidos.

“Depois do que aconteceu, outras pessoas se apresentaram anonimamente da empresa envolvida para contar suas próprias histórias de maus tratos semelhantes. O diretor se demitiu e a empresa está sob uma investigação independente”, escreveu Lee contando como tem sido a repercussão.

Um escritório de advocacia de Londres decidiu entrar em contato com os dois para abrir um processo contra os clientes e seus maus-tratos à garçonete e levá-los ao tribunal.

 

Com informações de Upsocl