Kate Bush, diva dos anos 80, volta ao topo por trilha de Stranger Thing

-
Por Andréa Fassina
Compartilhar
Imagem de capa para Kate Bush, diva dos anos 80, volta ao topo por trilha de Stranger Thing
A diva pop Kate Bush e cena da nova temporada de Stranger Thing Foto: reprodução

Quem poderia imaginar que Kate Bush, diva pop dos anos 70 e 80, chegaria mais uma vez ao topo com uma canção de 1985, que nem era o seu grande sucesso?  E tudo isso porque ela é trilha de Stranger Thing, febre entre a chamada geração Z.

A música é “Running Up That Hill”,  foi para as primeiras posições após a esperada estreia da quarta temporada da série “Stranger Things” (Netfix).

O resgate do clássico na trama colocou a música em primeiro lugar no iTunes durante o final de semana, deixando a faixa no radar da geração Z, responsável por tornar o hit em um viral pela segunda vez, muitos anos depois da estreia. Hoje, no TOP 50 Global e na lista Viral Global do Spotify, a música está em segundo lugar.

A faixa também está entre as mais  tocadas da Apple Music Brasil, #15 na lista TOP Brasil no Spotify e #61 na Deezer.

Não é a primeira vez de Kate

Com um repertório marcado por referências históricas, literárias, místicas e uma voz única e impressionante, Kate Bush tomou a cena musical britânica – e mundial – como um furacão no final dos anos 1970.

Chamada Catherine Bush, ela nasceu a 30 de julho de 1958, em Bexleyheath, Kent, Inglaterra e ainda frequentava a escola quando David Gilmour (Pink Floyd) a “descobriu”.

Gilmour ficou tão impressionado com a qualidade das suas composições que financiou a gravação das músicas de Kate.

Em janeiro de 1978, lançou a canção Wuthering Heights, música inspirada no clássico O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brönte.

Foi justamente com essa música que a então novata se tornou a primeira mulher a alcançar o topo das paradas do Reino Unido com uma canção autoral, e foi o pontapé inicial do álbum de estreia dela, “The Kick Inside”.

Fãs no Brasil

No Brasil, onde existe uma das maiores concentrações de fãs da trama, que cultua uma nostalgia idealizada por uma década não vivida, a faixa teve um enorme pico de consumo hoje, se posicionando no segundo lugar da lista Viral Brasil no Spotify e em #15 no TOP 50 do país na mesma plataforma.

Já na Apple Music Brasil, “Running Up That Hill” ocupa o terceiro lugar e na Deezer, com um novo pico de consumo, assume a posição de número 61.

A série fenômeno e premiada na Netflix, conta a história de um grupo de amigos se envolve em uma série de eventos sobrenaturais na pacata cidade de Hawkins. Eles enfrentam criaturas monstruosas, agências secretas do governo e se aventuram em dimensões paralelas.

Na composição, Kate Bush canta, com a voz de agudo único, “sobre um acordo que faria com Deus para trocar de lugar com o amado que a feriu.”

Na estreia original, em 85, a faixa figurou os charts do Reino Unido, em nono lugar, e apareceu na lista das mais tocadas dos Estados Unidos.

Uma curiosidade é que, em 1987, Kate Bush juntou-se no palco a David Gilmour dos Pink Floyd para fazerem um dueto de “Running Up That Hill”, no Secret Policeman’s Ball, dentro do Palladium de Londres.

Veja abaixo a tradução da música. Também tem a versão original do clipe e a famosíssima Wuthering Heights.

Youtube tumbnail video

Youtube tumbnail video

Youtube tumbnail video

Com informações do Boomerang Music