ONG que tira pessoas da Cracolândia ganha apoio após perder van no “golpe da oficina”

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para ONG que tira pessoas da Cracolândia ganha apoio após perder van no “golpe da oficina”
A van roubada no golpe da oficina retirava dependentes da Cracolândia em Brasília - Fotos: arquivo pessoal

O bem vai vencer o mal novamente! Tanta gente precisando de ajuda para se libertar das drogas na Cracolândia e uma ONG, que justamente resgata e trata essas pessoas das ruas sem cobrar nada, foi vítima de um golpe.

E agora, depois que a notícia ganhou repercussão, o grupo Salve a Si começa a receber ajuda de internautas e da comunidade, que sabe a importância do trabalho que eles fazem nesses dias de violência e drogas.

A ONG, que tira dependentes químicos das ruas de Brasília, caiu no “golpe da oficina” e perdeu a única van que tinha para resgatar e levar pessoas para tratamento. Eles tudo gratuitamente e estão há dois meses sem a van, que foi roubada por uma ‘falsa oficina’ no município de Valparaíso (GO).  O dono da oficina sumiu e o carro também. Nem a polícia consegue encontrá-los.

“Não tivemos mais nenhuma notícia deles. Nem o caminhão que ele usou para fazer o guincho foi encontrado, ele simplesmente desapareceu. Estamos devastados com tudo que aconteceu”, lamentou Henrique França, presidente e fundador do grupo, em entrevista ao Só Notícia Boa.

Como o roubo aconteceu

A confusão começou quando a van deu defeito, em 14 de abril, em Valparaíso de Goiás (GO). Na ocasião, a equipe da ONG entrou na internet e tinha no Google a indicação de um mecânico. O profissional da oficina chamada Silva Socorro, localizada no Jardim Ingá, fez um orçamento de R$ 12 mil para realizar os reparos.

“Dependemos de repasses das doações todos os meses e, então, falei para ele que assim que o repasse fosse feito, ele seria pago [o serviço]”.

Porém, quando Henrique chegou no mês seguinte na oficina para pagar e buscar o veículo, a van não estava mais lá. E mais: o dono da oficina bloqueou o número do telefone da ONG.

“Ele pediu um Pix para conta pessoal dele, que ele entregava a van consertada. Eu falei que só podia fazer o Pix para um CNPJ, porque precisaria prestar contas depois. Ele riu da minha cara e falou que eu nunca mais ia ver o carro. No mesmo dia, bloqueou a gente”, explicou.

Sem van para trabalhar

A van era usada para transportar pacientes para tratamento médico. Atualmente, eles estão com mais de 130 pacientes. Agora, sem o veículo, as pessoas atendidas pela instituição ficaram prejudicadas no tratamento.

A entidade abriu um boletim de ocorrência na Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) por apropriação indébita, mas afirma que realmente não sabe se o veículo será encontrado..

“Tudo indica que era um local de desmanche de carro, não sei se ainda encontraremos a van inteira. Na minha última conversa com ele pelo Whatsapp, a Polícia descobriu que ele já estava no estado de São Paulo. Nunca existiu uma oficina [oficialmente]”, lamentou.

Campanha

Por isso, abrimos uma vaquinha no Só Vaquinha Boa para comprar outra van para a Salve A Si, instituição que há 18 anos ajuda pessoas dependentes. Não podemos deixar que os resgatados das ruas e das drogas fiquem sem tratamento e idas ao médico.

Toda ajuda é bem-vinda! Temos certeza que o bem vai vencer novamente, no caso dessa maldade! Contribua pelo PIX: ong-van@sovaquinhaboa.com.br ou clique aqui para doações via cartão de crédito.