Alunos de escola pública vencem olimpíada internacional de matemática

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para Alunos de escola pública vencem olimpíada internacional de matemática
Os alunos ganharam os três primeiros lugares na olimpíada internacional de matemática, que aconteceu na China - Foto: reprodução

Alunos de uma escola pública de Nilópolis, região metropolitana do Rio de Janeiro, conquistaram os três primeiros lugares da 12º Olimpíada Internacional de Matemática, na China.

E não foi a primeira vez que eles chegaram até a final da disputa. Em 2019, ficaram em terceiro lugar e ainda ganharam uma placa de honra ao mérito pelo bom desempenho na disputa.

O grupo de alunos participa de um projeto do professor Fernando Rocha, que incentiva o gosto pela matemática no Colégio Estadual Marechal Zenóbio da Costa há cinco anos. Ele chegou a doar um notebook dele para uma das alunas de maior destaque poder estudar.

Dedicação de todos  

O professor se reúne com os alunos no contraturno, nos intervalos das aulas e até nos finais de semana para estudar matemática para Olimpíadas.

A dedicação e o esforço de todos os alunos já renderam participação em várias competições e prêmios.

Sem internet nem computador

Uma das alunas de maior destaque é a Vitória Camilly Rodrigues, de 18 anos. Ela está no terceiro ano e trouxe da China a medalha de ouro nas olimpíadas de matemática.

Camilly sempre foi a grande promessa da escola e precisou muito da ajuda do professor Fernando para não desistir.

Durante a pandemia, ela precisou parar com as aulas. A mãe dela tinha perdido o emprego e não estava com condições financeiras de pagar internet e nem comprar um computador ou celular.

Foi a ajuda do professor que possibilitou o retorno. Fernando doou um notebook que era dele e os amigos de classe se mobilizaram para custear a internet.

Para Camilly, participar dessas competições é muito importante, pois é uma forma de lutar por um futuro melhor.

Ela tem um super motivo para seguir estudando e dando o melhor. “Eu quero um futuro melhor para mim e quero dar uma vida melhor para a minha mãe. E eu sei que posso fazer isso”, explica a aluna.

Medalhas de Prata e Bronze também são de brasileiros

Além da Camilly, mais três alunos do professor Fernando também saíram vitoriosos na olimpíada internacional de matemática. Eles garantiram o segundo e o terceiro lugar.

Nicolas Fonseca levou a prata e diz que matemática é a grande paixão dele. “Eu vejo a matemática e, quanto mais difícil, mais interessante ela é”.

Além dele, as irmãs Lorena e Letícia Guimarães ganharam a medalha de bronze. Para as duas, essas vitórias representam uma valorização das escolas públicas.

“É muito orgulho saber que eu posso chegar aonde eu quiser com o meu conhecimento e saber que o meu esforço vale a pena e que a educação pública brasileira tá chegando internacionalmente”, comemora Lorena.

Novas disputas

Após a competição da China, os alunos receberam um convite para uma nova disputa, dessa vez em Londres. Eles já estão se preparando e querem sair vitoriosos novamente.

As medalhas também vão ajudar os quatro alunos a conquistarem vagas em universidade.

Camilly já está se preparando para enviar a inscrição para o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), onde quer cursar astrofísica.

E um salve ao professor Fernando, não é?

Vitória Camilly quer ir para o MIT no próximo ano - Foto: arquivo pessoal

Vitória Camilly quer ir para o MIT no próximo ano – Foto: arquivo pessoal