Hortas comunitárias no deserto: oásis

993

Foto: Gabbi Hall 
Um empreendedor social criou hortas comunitárias em cidades desérticas.
A iniciativa, que começou há 30 anos, agora foi reconhecida.
Um estudo realizado no estado da Pensilvânia, EUA, revelou que Camden, em New Jersey, agora é uma das maiores hortas comunitárias do país, que produziu o equivalente a US $ 2,3 milhões em alimentos em 2013.


Quem começou todo esse trabalho foi Mike Devlin, na cidade considerada um dos 9 piores “desertos alimentares” norte-americanos. 

A intenção era mudar a realidade de lugares pobres nos Estados Unidos, onde a  população não tem acesso a produtos frescos e saudáveis.

O deserto de alimentos é um lugar onde não há acesso a produtos saudáveis frescos, ou outros alimentos.

Nos EUA existem 23,5 milhões de americanos que vivem nessas áreas.

Mais de metade das pessoas é de baixa renda, o que também significa que eles não podem ter transporte rápido para viajar para onde há comida fresca e saudável. 

O criador
Devlin, diretor-executivo de Camden City Garden Club, fundou a organização em 1985 com sua esposa Valerie. 

Ele tem trabalhado incansavelmente, transformando lotes da cidade vazias em hortas comunitárias para que as pessoas possam ter legumes frescos.

Até agora, foram criados 130 destes jardins em toda a cidade.

Com informações do beasocialentrepreneur.org
Matéria sugerida por Karen Gekker