Amigos visitam Gervásio Baptista, 93, o fotógrafo dos presidentes

1699
||||||||
||||||||

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa.

Como sempre dizemos aqui, homenagens devem ser feitas em vida. E homenagens de amigos são ainda mais emocionantes.

Nesta terça-feira, 29, o grandes fotógrafos Orlando Brito (Fato Online), Hermínio Oliveira (ex-Manchete) e o também jornalista Silvestre Gorgulho (Folha do Meio Ambiente), foram visitar o amigo Gervásio Baptista, o fotógrafo dos presidentes, atualmente com 93 anos.

Gervásio está há 2 meses vivendo em um centro de convivência para idosos, no Distrito Federal, desde que perdeu sua amada esposa, dona Ivonete, há 1 ano.

A reunião dos amigos, para fechar o ano, mostra que amizade de verdade atravessa o tempo e é presencial, não apenas pelas redes sociais.

Reproduzo aqui as fotos e palavras carinhosas que Orlando Brito dirigiu ao amigo, em sua página no Facebook:

Gervásio Baptista.

Fui – em companhia dos queridos Hermínio Oliveira e Silvestre Gorgulho – visitar o velho amigo Gervásio Baptista, hospedado há dois meses no Centro de Convivência Para Idosos, na cidade-satélite de Vicente Pires, em Brasília.

Na ida, ainda no carro, pus-me a relembrar em quantas coberturas por esse mundo a fora fizemos juntos. Das viagens nos confins da Amazônia e do Nordeste do Brasil aos palácios de Lisboa, Londres, Paris, Washington; do dia-a-dia no Planalto e Alvorada ao inesperado de inúmeras reportagens; da tranquilidade das matérias no Supremo Tribunal Federal à agitação dos grandes estádios de Copas do Mundo, Jogos Olímpicos; dos campinhos e terra do interior aos maracanãs, etc etc.

Ao chegarmos, lá estava nosso querido amigo. Aos 93 anos, vigoroso como sempre. Elegante. Camisa polo com colarinho abotoado, paletó, barba feita e o sorriso maroto de baiano criado no Rio. E no mundo. Indaguei-lhe das novidades. Contou-me ao pé-do-ouvido dois ou três fuxicos de outros hóspedes. Depois, perguntou-me:

– Cadê sua Leica nova? Posso mostrar a vocês como estou atualizado com as câmaras digitais? Pensam que só sei fazer clics com Rolleyflex, Hasselblads, Canons e Nikons?

Na mesma hora, passei-lhe minha máquina. O danado não perdeu tempo. Colocou-a no olho esquerdo e, com a mesma firmeza de outrora, apertou o disparador, essa foto aí.

Foto: Gervásio Baptista
Foto: Gervásio Baptista 29/12/2015

Ao fim da sequência, disse-nos de sua eterna satisfação, a de fotografar. Relembrou ao seu antigo colega da revista Manchete, o Hermínio Oliveira, de alguns episódios com seu Adolpho Bloch. Contou novamente ao Silvestre Gorgulho das fotos que fez de Juscelino Kubitschek, Oscar Niemeyer e Lúcio Costa no início da construção de Brasília.

E a mim, trouxe volta os tempos de O Globo, Veja e Jornal do Brasil, falando de coberturas em que estivemos lado a lado, de fotógrafos com quem trabalhamos ao longo de anos: Jáder Neves, Walter Firmo, Evandro Teixeira, Jean Manzon, Roberto Stuckert, Nicolau Drei, Erno Schneider, Jankiel Gongzarowska…

Batistinha, como ele refere a si mesmo fez misérias nessa vida de fotojornalista. Você nem imagina. Brigou com o presidente Dutra. Saiu no tapa com o lendário delegado Padilha, no Rio. Era amigo de Marta Rocha. Esteve no Vietnã durante a guerra. E ainda tomava umas e outras com Kid Morengueira, o sambista Moreira da Silva. Fotografou JK visitando Brasília escondido dos milicos. Era capoeirista. Fez a polêmica foto de Tancredo cercado pelos médicos, antes de ser transferido do Hospital de Base de Brasília para o SP.

Foto: arquivo/pessoal
Foto: arquivo/pessoal
Foto: Gervásio Baptista
Foto: Gervásio Baptista
Foto: Gervásio Baptista/Revista Manchete
Foto: Gervásio Baptista/Revista Manchete
Foto: Revista Manchete
Foto: Revista Manchete

Ficou feliz com o livro que Silvestre Gorgulho lhe fez de presente. E com a ampliação da imagem dele, Gervásio Baptista, com o presidente José Sarney, de quem foi fotógrafo oficial. Pediu-nos que levássemos agradecimento a Ricardo Noblat, aos Stuckerts e tantos amigos que sempre vão visita-lo no Espaço Sênior, desde que ficou viúvo.

Foto: Orlando Brito
Foto: Orlando Brito

Grande fotógrafo, sujeito positivo aquele Gervásio. Franco, generoso, pacificador, ponderado, espírito colaborador, bem-humorado, alma leve, sempre com uma anedota adequada para amenizar situações tensas que um jornalista enfrenta no front da notícia.

Orlando Brito

Veja aqui uma outra homenagem e um documentário sobre Gervásio Baptista, mostrados em 2014 no SóNotíciaBoa.