Filme brasileiro com Sônia Braga disputa prêmio máximo em Cannes

601
Foto: Divulgaçao
Foto: Divulgaçao

Tem o filme brasileiro concorrendo ao prêmio principal da 69ª Edição do Festival de Cannes.

“Aquarius” é estrelado por Sonia Braga e assinado pelo pernambucano Kleber Mendonça Filho, que dirigiu e também roteirizou o filme. (trailer abaixo)

Esse é o segundo longa de ficção do cineasta. O primeiro foi “O Som ao Redor”, produção escolhida para representar o Brasil na corrida pela indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2014.

Os premiados serão anunciados no dia 22 de maio, por júri presidido pela francesa Valérie Donzelli.

A Palma de Ouro é o prêmio máximo de Cannes e “Aquarius” tem concorrentes de peso como o aguardadíssimo “Julieta”, de Pedro Almodóvar; “American Honey”, de Andrea Arnold; “The Last Face”, de Sean Penn; e “La Fille Inconnue”, dos irmãos Jean Pierre e Luc Dardenne.

Sônia Braga disputa como Melhor Atriz com estrelas do calibre de Marion Cotillard, Charlize Theron e Juliette Binoche.

O filme

Assim como em “O Som ao Redor”, “Aquarius” é um drama com pitadas de suspense que dá foco aos conflitos humanos.

Sônia Braga vive a personagem Clara, uma senhora viúva e aposentada que mora no último prédio antigo da Av. Boa Viagem, em Recife.

O edifício – que se chama “Aquarius” – está na mira de uma construtora interessada em colocá-lo abaixo para modernizar de vez a região, mas Clara é contrária à ideia.

O cerco começa a se fechar quando ela torna-se a única moradora que não concorda em vender seu apartamento e então entra em conflito com a construtora.

Nesse processo, a personagem passa por momentos de aflição na rotina diária e começa a refletir profundamente sobre seu passado.

O retorno de Sônia

Para quem não sabe, Sônia tem um currículo invejável na nata das premiações. Ela já concorreu a três Globos de Ouro, um Emmy e um Bafta, além de ter vencido o Festival de Gramado duas vezes.

“O Beijo da Mulher Aranha” colocou a atriz no mapa de Hollywood, por ser a primeira produção independente da história a concorrer ao Oscar de Melhor Filme.

Aos 65 anos, essa é a estreia da atriz em Cannes.

Estreia

“Aquarius” será exibido nesta terça-feira (17), mas infelizmente ainda não tem previsão de estreia no circuito comercial.

O longa também conta com os maravilhosos Irandhir Santos, ator premiadíssimo e atualmente em Velho Chico – como Bento dos Anjos – e Maeve Jinkings.

Além de Aquarius, outra produção cinematográfica pernambucana foi selecionada para a programação do festival.

O delírio é a redenção dos aflitos, curta-metragem de Fellipe Fernandes, foi selecionado para a mostra paralela Semana da Crítica. O filme concorre a prêmio com outros nove curtas do mundo inteiro e é o único latino na competição.

Com informações da Exame