Exame de sangue vai acelerar tratamento contra depressão

Foto: iStock
Foto: iStock

Chega de ficar testando remédios antidepressivos para ver qual vai funcionar.

Cientistas do King’s College, de Londres, desenvolveram um exame de sangue que vai ajudar médicos a definir o tratamento ideal para cada paciente, sem perder até 12 semanas com tentativas e erros na escolha dos medicamentos.

O teste analisa a quantidade de duas proteínas que indicam inflamação no corpo: o MIF (fator inibidor da migração de macrófagos) e a interleucina 1 beta.

Os cientistas do King’s acreditam que esse é o início do que eles chamam de medicina personalizada.

O tratamento, desde os primeiros estágios do diagnóstico, pode ser guiado pelo funcionamento específico do corpo de cada paciente.

Eles esperam transformar o exame de sangue em um padrão do acompanhamento psiquiátrico e com isso acelerar a recuperação e diminuir o peso que a depressão, o TOC, a ansiedade e outras doenças tratadas com antidepressivos exercem na qualidade de vida das pessoas.

Isso vai ajudar muitos pacientes que não respondem aos remédios mais conhecidos e usados, como o Prozac.

Até então os médicos só tinham uma forma de descobrir a resistência aos remédios: tentando.

Com informações da Superinteressante