Rio acaba com salário vitalício para vereadores: fim da mordomia

1775
Foto: Divulgação/CMRJ
Foto: Divulgação/CMRJ

O Rio de Janeiro deu o exemplo. O projeto que previa que alguns vereadores continuassem recebendo salário até o fim da vida – mesmo após o fim do mandato – foi derrubado por unanimidade (40 a 0), nesta terça-feira, 01.

Até o autor da proposta se absteve de apoiar a proposta. O texto agora será definitivamente arquivado. O motivo? Os parlamentares foram pressionados pelo povo.

“Eu já tenho quatro mandatos e nunca vi tanta reação com uma notícia. Acho que é preciso ter mais respeito com a gente”, comentou o vereador Marcelino D’Almeida (PP).

O valor do salário previsto seria igual ao que recebe um secretário da prefeitura, ou seja, R$ 15 mil líquidos por mês.

Indicado como coautor da proposta, o vereador Célio Lupparelli (DEM) disse em discurso na Câmara que os autores do texto agiram de “má fé” ao incluir os nomes de outros vereadores.

O parlamentar falou que o nome dele foi colocado à revelia na matéria.

“Quando me foi apresentado projeto, me foi pedido apoiamento para a apresentação para a discussão, algo perfeitamente democrático, não pedido de coautoria”, explicou.

Com informações do G1