Médicos fazem cirurgia de graça em jovem chamada de monstro

2655
Fotos: Alessandro Silva / Divulgação|
Fotos: Alessandro Silva / Divulgação|

O rosto de Luciene Anselmo de Faria, 30 anos, era muito diferente do que você vê acima. A história sensibilizou dois médicos que se uniram para mudar a vida dela, sem cobrar um centavo.

Natural de Peruíbe, Luciene nasceu com a síndrome de microssomia hemifacial, que provoca deformidades assimétricas do rosto.

Sem dinheiro, ela não tinha como pagar pela cirurgia e enquanto os anos foram passando, Luciene abandonou os estudos, não arrumava emprego e ainda era vítima de bullying. Foi chamada de bruxa e monstra. (fotos antigas abaixo)

Vida nova

No ano passado, Luciene conheceu o especialista em traumatologia buco-maxilo-facial Alessandro Silva, que tem mestrados, doutorado e fellowship em instituições como Unesp, USP, Unicamp e University of Pacific (EUA).

Sensibilizado com o caso, ele chamou o dentista Marcelo Quintela, especialista em Ortopedia Funcional dos Maxilares e em Ortodontia e Ortopedia Facial, que já havia trabalhado com Alessandro em outros casos de pessoas que não tinham condições financeiras de se tratar.

Os dois fizeram uma mobilização com profissionais da área, organizaram uma campanha de recursos, centralizados no Instituto Religar, e em abril deste ano operaram Luciene.

A cirurgia, em um hospital de Santos, litoral sul de São Paulo, durou 11 horas e trouxe o novo sorriso que Luciene tanto esperava.

“Meu objetivo principal desde o início neste caso era que ela fosse aceita socialmente. Queria que não olhassem mais duas vezes para ela na rua e pensassem: ‘que mulher estranha’. O resultado foi muito do que planejei. Ela está mais bonita”, contou Alessandro ao UOL.

Luciene, é claro, também ficou feliz e já começou a colher os primeiros frutos de sua nova aparência.

Um mês depois da cirurgia, e ela conseguiu emprego no Rio de Janeiro para trabalhar como atendente de uma empresa de telefonia celular.

Luciene antes da cirurgia - Fotos: divulgação
Luciene antes da cirurgia – Fotos: divulgação

Com informações do UOL