Policial que amamentou bebê faminto separado da mãe é promovida

2304
A policial Ayala com Cristian Ritondo
A policial Ayala com Cristian Ritondo

Lembra da policial Celeste Ayala, que amamentou um bebê faminto separado da mãe por ordem judicial? O retorno da boa ação chegou. Ela acaba de ser promovida.

A imagem da amamentação da criança – mostrada no SóNotíciaBoa na semana passada – emocionou os internautas, viralizou nas redes sociais e acabou chamando atenção das autoridades argentinas.

Como resultado de seu ato altruísta, Ayala foi promovida de oficial para sargento da polícia.

Cristian Ritondo, ministro da segurança da província de Buenos Aires, anunciou a promoção no Twitter.

“Queríamos agradecê-la pessoalmente por esse gesto de amor espontâneo que conseguiu acalmar o choro do bebê”, escreveu Ritondo . “Esse é o tipo de polícia da qual nos orgulhamos, a polícia que queremos.”

História

A policial do Comando de Patrulhas de Berisso, que recentemente deu à luz, pediu permissão para os médicos do Hospital Infantil Sor Maria Ludovica de La Plata para amamentar o bebê que chorava muito, de fome, após ter sido separado da mãe por ordem judicial.

O colega de Ayala, Marcos Heredia, tirou uma foto do ato de bondade e postou no Facebook que acabou sendo compartilhado milhares de vezes.

“Eu quero publicar este grande gesto de amor que você teve hoje (terça-feira, dia 14) com aquele bebezinho, que sem conhecê-lo, não hesitou por um momento e realizou o ato como se você fosse sua mãe… Coisas assim não são vistas todos os dias”, diz a publicação.

Ayala disse que não pensou duas vezes em ajudar o bebê.

“Percebi que ele estava com fome, enquanto colocava a mão na boca dele, então pedi para abraçá-lo e amamentá-lo”, disse Ayala.

“Foi um momento triste, despedaçou minha alma vê-lo assim. A sociedade deve ser sensível às questões que afetam as crianças. Isso não pode continuar acontecendo.”

O corpo de bombeiros local, onde Ayala é voluntária em seu tempo livre, também prestou homenagem a ela no Facebook.

“Queremos parabenizar a cadete voluntária de combate a incêndios Celeste Ayala, que ontem em seu trabalho como policial, enquanto ela estava de guarda no hospital, amamentou uma criança que chegou chorando”, escreveu a brigada.

“Ações como essas nos enchem de orgulho e nos obrigam a redobrar o esforço, o trabalho e a solidariedade com a nossa comunidade.”

Foto: Reprodução Facebook
Foto: Reprodução Facebook

Abaixo, o encontro de Ayala com o o ministro da segurança da província de Buenos Aires  para divulgar a promoção da policial:

Com informações do Sunnyskyz