Venezuelanos ajudados em Minas retribuem após enchentes

Patrícia (esq) e os venezuelanos - Foto: Refúgio 343Patrícia (esq) e os venezuelanos - Foto: Refúgio 343

As voltas da vida. No ano passado um grupo de refugiados venezuelanos foi abraçado por voluntários de Minas Gerais, para que pudessem se estabelecer na cidade. Agora, após a chuva forte que atingiu a região, os mesmos refugiados mostraram sua gratidão, arregaçaram as mangas e foram ajudar vítimas das enchentes.

A primeira a receber a ajuda deles foi Patrícia Sad (à esquerda na foto acima), justamente uma das voluntárias que ajudaram o grupo a se estabelecer, quando chegou em Manhuaçu, em 2019.

Na época Patrícia auxiliou Alejandra, Solimar, Geraldo, Leudimar e Carlos José com moradia, emprego, saúde e educação.

Esta semana, os cinco foram limpar a casa da Patrícia, que foi invadida pela chuva e pela lama.

Com botas, rodos e pá de lixo, eles mostraram o poder da solidariedade.

“A ajuda dos venezuelanos foi muito importante neste momento de muitas perdas e destruição. Eu me senti bem com a ajuda deles, de amigos e de desconhecidos que aparecem nesse momento pra ajudar. Me senti acolhida, protegida, amparada, abraçada”, disse Patrícia em entrevista ao SóNotíciaBoa.

“O Geraldo falou que já passou por enchente na cidade dele e que ele gosta de ajudar. Acho que foi gratidão sim”, contou.

E não foi só na casa da Patrícia.

“Os venezuelanos também estão arrecadando doações para as vítimas das tempestades e ajudando em vários mutirões, a fazer lanche para os voluntários…”,  informou ao SóNotíciaBoa o grupo de voluntários.

O projeto

O trabalho de interiorização de refugiados venezuelanos no Brasil, do qual Patrícia é voluntária, é feito em parceria pelas organizações humanitárias Refúgio 343 e Fraternidade sem Fronteiras.

Desde junho de 2019, quando a parceria teve início, o Estado de Minas Gerais já interiorizou 32 famílias, para 13 diferentes municípios.

Isso contribuiu para que 81 refugiados venezuelanos em situação de extrema vulnerabilidade tivessem a oportunidade de recomeçar suas vidas.

As chuvas de janeiro em Minas Gerais causaram estragos em dezenas de cidades do Estado e provocaram mais 50 mortes.

O venezuelano Eraldo, ajudando em outra casa afetada - Foto: Refúgio343

O venezuelano Geraldo, ajudando em outra casa afetada – Foto: Refúgio343

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.