Jovem em remissão de câncer passa em Medicina: “quero ajudar”

Liliany Mirelly Bezerra - Fotos: arquivo pessoalLiliany Mirelly Bezerra - Fotos: arquivo pessoal

Uma jovem brasileira de 21, que fez tratamento contra câncer e está em remissão, foi aprovada no curso de Medicina da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN – e vai fazer oncologia.

O sonho de Liliany Mirelly Bezerra Alves é poder se especializar em câncer para poder ajudar pacientes que enfrentam a mesma doença que ela brigou nos últimos três anos.

“Eu quero ser oncologista e hematologia, porque foram as áreas que mais pesquisei durante o tratamento. É diferente poder compartilhar. Se alguém é atendido por uma pessoa que já passou por isso, que também precisou de tratamento pelo SUS, vai se sentir mais perto. Quero ajudar”, diz Liliany ao G1.

Tentativas

Em 2014, no último ano do Ensino Médio, a jovem que vive em Mossoró, não conseguiu entrar na faculdade.

Em 2016, aos 18 anos, Liliany teve que adiar o sonho novamente ao descobrir uma Leucemia Linfoide Aguda – câncer no sangue.

Foram três anos de quimioterapias, cirurgia e várias transfusões de sangue no Hospital do Câncer em Mossoró.

“A gente perde um pouco o convívio com as pessoas, tem sequelas, em alguns momentos ficava sem conseguir andar, porque perdia as forças. Era impossível ficar em uma sala de aula. Quando estava em casa tentava mais, mas tinham os internamentos e até a situação psicológica”, relata.

Volta às aulas

Perto do final do tratamento, no meio de 2019, o médico permitiu o retorno dela ao cursinho preparatório para o Enem.

A mãe, Mirian Bezerra de Morais lembra que a filha sempre foi muito estudiosa, mesmo quando estava no hospital.

“Ela nunca desistiu. Estava sempre com o caderninho do lado, nunca reclamou da situação. Eu sou muito grata a Deus por isso. Existe um propósito para ela”, declara.

Remissão

Felizmente, a doença agora está em remissão. Liliany passa por avaliação médica a cada três meses e pode se dedicar mais aos estudos.

“A ficha ainda não caiu. Sonhei muitos anos com isso, parece que ainda estou sonhando. Não parece realidade, acho que só quando as aulas começarem. O tratamento me deu mais força de vontade, me apaixonei pela área, convivi diariamente com os profissionais, passei meses internada”, lembra.

Durante o tratamento, Liliany foi pedida em casamento pelo namorado Mateus, que a acompanhou durante todo o processo.

Assim, ela começa 2020 cheia de planos, metas, alegria e gratidão

“Sou grada a Deus, principalmente, e às pessoas que oraram por mim”, concluiu.

Liliany e o noivo - Foto: arquivo pessoal

Liliany e o noivo – Foto: arquivo pessoal

Com informações do G1

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.