Brasileiro com Down é aprovado em universidade federal

José Artur Ciríaco - Fotos: Foto: arquivo pessoalJosé Artur Ciríaco - Fotos: Foto: arquivo pessoal

O jovem José Artur Ciríaco do Carmo foi aprovado pelo SISU e vai fazer curso superior de bacharel em Teatro, pela Universidade Federal de Alagoas – UFAL.

Fera, como é conhecido, ele tem síndrome de Down, alteração genética que atinge 300 mil brasileiros. Destes, apenas 74 estão em uma Instituição de Ensino Superior (IES).

José Artur é mais uma prova de que ter Down não é impeditivo para estudar e conquistar seu espaço no meio acadêmico, apesar das dificuldades sociais, ou de aprendizado.

O estudante alagoano estudou em colégios regulares desde o início de sua vida escolar.

Artur é um jovem bastante comunicativo e está radiante com sua conquista.

De cabeça raspada e sorriso no rosto, ele conta que estudou muito para o ENEM e lembra que adora um palco.

Dificuldades vencidas

A mãe dele, a psicopedagoga Simone Ciríaco, conta que em alguns momentos encontrou barreiras nas escolas para oferecer um acompanhamento mais especializado ao José Artur. Mas ela lembra que todas as dificuldades foram enfrentadas e vencidas.

José Artur sempre teve apoio e estímulos positivos para se manter assíduo na escola.

Hoje ele é o primeiro aluno SD – com Síndrome de Down – a ser aprovado, para um curso do Ensino Superior, na Universidade Federal de Alagoas.

Conquistas

Essa foi a segunda grande conquista acadêmica de José Artur, que ingressou no curso técnico de Dança, também pela Universidade Federal de Alagoas, no ano de 2019.

Ele quer ser ator e professor de dança.

“É muito bom e estou muito feliz. Quero ser um professor de teatro e ator”, disse ao AFolhaHoje.

E reforça que portadores de SD não devem desistir dos seus sonhos.

“Todas as pessoas com dificuldade de estudar, peguem seus sonhos e vão para a vida”, concluiu.

Com informações do AFolhaHoje

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.