Cliente deixa super gorjeta pra demitidos de restaurante: coronavírus

Valor da conta com super gorjeta - Foto: reprodução / TwitterValor da conta com super gorjeta - Foto: reprodução / Twitter

Tem gente boa nesse mundo, sim! Em tempos de medo e incerteza, um cliente generoso deixou uma super gorjeta e transformou em “choro de alegria” o receio dos funcionários de um restaurante, que foi obrigado a fechar as portas por causa da quarentena do coronavírus.

Sabendo que a equipe ficaria sem emprego, o homem deixou para eles uma gorjeta quase 100 vezes maior do que o valor do consumo dele.

Tudo aconteceu quando o Coaches Bar and Grill, em Columbus, Ohio, EUA, estava se preparando para fechar a loja no domingo à noite, depois que o governador Mike DeWine ordenou os restaurantes e bares limitassem seus serviços a entrega e transporte, para evitar possíveis infecções.

Pouco antes de o restaurante fechar, um homem de meia-idade, cliente assíduo da casa, deixou uma gorjeta de US $ 2.500 – mais de R$ 12.500.

O curioso é que a conta dele era de apenas US $ 29,75 – quase R$ 150.

Dois pedidos

O homem generoso pediu duas coisas: que sua identidade permanecesse em segredo e que a pesada gorjeta fosse dividida igualmente entre os cinco servidores do restaurante.

Ele ainda teve o cuidado de escrever na nota da conta os nomes dos funcionários que o atendiam até agora.

“(Havia) lágrimas, lágrimas de alegria”, disse Benny Leonard, o dono do restaurante, ao WNBS .

“[Foi] Um ato inacreditável de bondade em um dia bem estranho”, agradeceu.

Benny Leonard afirmou que o pedido de fechamento, por causa do coronavírus, é sim motivo de preocupação para os negócios, mas contou que ele e os funcionários ficaram animados com a super gorjeta que receberam.

Veja a conta:

Valor da conta com supergorjeta - Foto: reprodução / Twitter

Valor da conta com super gorjeta – Foto: reprodução / Twitter

Com informações do  WNBS e GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no:

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.