Menino de 11 faz e vende pavê pra ajudar famílias sem emprego: Covid

Enzo com alimentos arrecadados - Foto: arquivo pessoal
Enzo com alimentos arrecadados - Foto: arquivo pessoal

Quando o desejo de ser solidário nasce cedo no coração. Um menino de 11 anos, do Rio de Janeiro, está fazendo e vendendo pavê no condomínio onde mora para ajudar famílias carentes da comunidade Coroado, na zona oeste da cidade.

Enzo Bard mora no Recreio dos Bandeirantes e estuda na sexta série do Ensino Fundamental. Ele se sensibilizou depois de assistir na TV o sofrimento das pessoas sem emprego, com comércio fechado, durante o isolamento social provocado pelo novo coronavírus.

Ele começou a fazer e vender pavê no mês passado e com o dinheiro que consegue com a venda da sobremesa favorita dele, Enzo monta cestas básicas – com a ajuda dos pais – e faz as doações pessoalmente.

A mãe dele, a professora Michelle Bard, disse em entrevista ao SóNotíciaBoa que o filho vende os pavês dentro do condomínio, no Recreio dos Bandeirantes e que os vizinhos também ajudam com doação de alimentos.

“Colocamos uma caixa no condomínio e as pessoas colocam os alimentos lá. Nós juntamos com o dinheiro arrecadado com os pavês e complementamos para montar as cestas”.

As entregas

Ela acredita que quase 100 cestas já foram doadas desde o mês passado, com a iniciativa do Enzo. A família também recebe pães e entrega para as famílias.

“Levamos para a comunidade do Coroado, que é muito carente, tem casas no brejo, sem piso, sem banheiro… que fica aqui ao lado do Recreio”, contou.

O início

Enzo começou o projeto solidário com os ingredientes que já tinha na despensa de casa.

“Antes eu fazia os pavês com os ingredientes que eu tinha em casa, agora retiro uma parte do dinheiro que recebo com as vendas para comprar os ingredientes e fazer mais”, explicou o menino.

O preço? R$ 5 cada… e ele está animado

“Até agora consegui arrecadar R$ 500 para fazer as cestas básicas”, comemorou.

Enzo já vendeu mais de 100 pavês no condomínio e para moradores de prédios vizinhos, que ficaram sabendo da ação pelo WhatsApp e agora fazem pedidos a ele também.

“A venda começou no nosso condomínio, acabou chegando a outros. As pessoas tomaram conhecimento pelo WhatsApp e foi ganhando uma proporção bem legal”, contou Sérgio, o pai.

Filho de peixe

Enzo aprendeu a ser solidário com os pais, que há anos fazem trabalho social e ajudam em festas de Natal. O pai dele todo ano se veste de Papai Noel.

“Isso é dele mesmo. Não é nada forçado. Há 5 anos ele acompanha a gente nos trabalhos sociais”, contou o pai, que administra os valores arrecadados pelo filho.

Enzo não revela a receita do pavê, mas diz como faz:

“O segredo é o amor, o carinho e sua dedicação pelo que você está fazendo”, concluiu o menino.

O número do WhatsApp do Enzo para fazer os pedidos é 21-96827-7358

O pavê que o Enzo faz e vende – Foto: arquivo pessoal
Enzo e alimentos arrecadados com venda do pavê – Foto: arquivo pessoal
Enzo entregando a cestas – Foto: arquivo pessoal
Preparando os pavês – Foto: arquivo pessoal
Enzo com os pais Michelle e Sérgio – Foto: arquivo pessoal

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa