Além de eclipse, julho terá chuva de estrelas cadentes

Foto: reprodução
Foto: reprodução

O mês de julho terá vários fenômenos no céu que incluem chuva de estrelas cadentes, além do eclipse penumbral deste domingo.

Perto do dia 28 de julho, quase fechando o mês, está prevista a chuva de meteoros Delta Aquarídeos do Sul, visíveis em todo o mundo, desde que o céu esteja limpo.

Os meteoros em aquário poderão ser observados a partir das 9 da noite, mas o pico será a partir da 1 da madrugada, pelo horário de Brasília.

O fenômeno será melhor apreciado em locais de céu bem escuro, longe das luzes da cidade.

Para assistir, a dica é olhar para o leste.

Apesar de os meteoros se originarem da constelação de Aquário, eles poderão ser vistos por todo o céu.

Esses meteoros são detritos deixados pelo cometa 96P/Machholz.

Outros eventos de Julho

Dia 5: Eclipse

Pelo segundo mês consecutivo, temos um eclipse lunar penumbral, com a Lua atravessando a região menos escura da sombra que a Terra projeta no espaço.

Desta vez, os brasileiros poderão acompanhar o fenômeno na íntegra.

Será perceptível apenas uma pequena diminuição no brilho do nosso satélite.

O fenômeno será das 00h07 às 02h52, com pico às 01h29 da madrugada.

Dia 14: A Noite de Júpiter

O maior planeta do Sistema Solar atinge sua oposição, termo astronômico que significa que Júpiter ficará oposto ao Sol na esfera celeste.

É a melhor posição para observação, com o planeta mais alto no céu e também visível durante mais tempo.

Júpiter poderá ser visto na direção da constelação de Sagitário, brilhando mais que qualquer outra estrela.

Dia 20: O Senhor dos Anéis

Ao lado de Júpiter está Saturno, que também atinge a oposição este mês.

Um pequeno telescópio irá mostrar seus delicados anéis e algumas de suas maiores luas, como Titã. Uma visão imperdível.

Com informações da Galileu