Engenheira assume pela 1ª vez comando de fábrica da Fiat no Brasil

Juliana Coelho - Foto: Divulgação/FCA
Juliana Coelho - Foto: Divulgação/FCA

Pela 1ª vez uma mulher ocupa o comando da fábrica da FCA Fiat Chrysler na América Latina.

A engenheira pernambucana Juliana Coelho assumiu esta semana o chamado Polo Automotivo Jeep, em Goiana, Pernambuco.

A fábrica, inaugurada em 2015, é considerada uma das mais modernas da FCA no mundo e produz os utilitários-esportivos Renegade e Compass, da Jeep, e picape Fiat Toro.

Juliana substituiu o também engenheiro italiano Pierluigi Astorino, de 38 anos, que assumiu o cargo de diretor de manufatura do grupo América Latina.

Primeiro time

A jovem engenheira fez parte do primeiro time de funcionários da Jeep e, desde então, vem construindo carreira ascendente na empresa.

Já exerceu os cargos de supervisora e gerente da área de pintura e gerente do setor de montagem de veículos.

Mais recentemente chefiou a área de VLM, responsável por novos desenvolvimentos na manufatura para a América Latina na fábrica de Betim, Minas Gerais.

“Cresci com o DNA Jeep e essa experiência no Vehicle Line Manufacturing me deu a oportunidade de entender melhor a região da América Latina, de adquirir uma bagagem interessante para essa nova etapa”, diz Juliana. “Estou feliz em estrear esse novo ciclo na FCA, é um desafio e eu gosto de desafios”.

Segundo a FCA, Juliana se destacou pelo conhecimento técnico e pela habilidade de liderar equipes.

Agora, ela tem como missão dar continuidade ao trabalho de aperfeiçoar a produção da Jeep, que em 2019 conquistou a certificação Prata do World Class Manufacturing, se tornando a planta que alcançou esse nível em menor tempo de operação na América Latina.

“Vamos continuar evoluindo dando ênfase ao desenvolvimento de produtos, a contínua melhoria de processos e investindo nas nossas pessoas, sem dúvida um dos principais diferenciais da Jeep”, concluiu a engenheira.

Juliana Coelho - Foto: Divulgação/FCA
Juliana Coelho – Foto: Divulgação/FCA

Com informações do Estadão