SOS gigante na areia salva marinheiros desaparecidos no oceano

Foto: Commonwealth of Australia
Foto: Commonwealth of Australia

Três marinheiros, que ficaram três dias desaparecidos, foram salvos após escavarem uma mensagem gigante de socorro na areia de uma praia na Micronésia. O barco deles se desviou de rota depois de ficar sem combustível.

Militares dos Estados Unidos e da Austrália faziam buscas de avião quando avistaram o sinal SOS, no último domingo. Em seguida, um helicóptero australiano pousou na ilha e entregou comida e água aos marinheiros e um navio de patrulha da Micronésia foi acionado para resgatar os marinheiros.

Os três estavam “em boas condições”, segundo comunidade do Ministério da Defesa da Austrália.

Os homens permaneceram na pequena ilha desabitada de Pikelot, uma das centenas que compõem os Estados Federados da Micronésia, país localizado no Oceano Pacífico e ao norte da Austrália e da Papua-Nova Guiné.

História

Os três marinheiros partiram em 30 de julho de Poluwat, nos Estados Federados da Micronésia, num barco de sete metros.

Eles pretendiam viajar 42 quilômetros até o atol de Pulap, mas ficaram em combustível e saíram da rota.

Os três tripulantes foram encontrados a cerca de 190 quilômetros de onde tinham partido.

Depois que atracaram na ilha de Pikelot, que tem apenas 450 metros de comprimento, os três tripulantes escreveram o imenso sinal de SOS na areia.

O anagrama SOS é um sinal originalmente codificado em Morse utilizado para solicitar auxílio em situações de necessidade de socorro.

Com informações da DW