Insônia? Cobertor pesado ​​pode ser a salvação, descobre estudo

Dormir com cobertor pesado - Foto: Unsplash / Gregory Pappas
Dormir com cobertor pesado - Foto: Unsplash / Gregory Pappas

Solução simples e barata para quem sofre de insônia, passa noites em claro e fica naquela moleza no dia seguinte: deitar e se cobrir com cobertor pesado.

Pesquisadores da Suécia descobriram que pacientes com insônia melhoraram o sono e tiveram menos sonolência diurna depois de dormirem com cobertor pesado.

A pesquisa publicada no Journal of Clinical Sleep Medicine, envolveu 120 adultos (68% mulheres, 32% homens) previamente diagnosticados com insônia clínica e um transtorno psiquiátrico concomitante: transtorno depressivo maior, transtorno bipolar, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, ou distúrbio de ansiedade generalizada. Os participantes tinham idade média de 40 anos.

Resultado

O resultado do estudo revelou que os participantes que usaram cobertor pesado por quatro semanas tiveram redução significativa da insônia, melhor manutenção do sono, maior nível de atividade diurna e redução dos sintomas de fadiga, depressão e ansiedade.

Quase 60% dos usuários de cobertores pesados tiveram diminuição de 50% ou mais em sua pontuação de ISI – Índice de Gravidade da Insônia – desde o início até o desfecho de quatro semanas, em comparação com 5,4% do grupo de controle.

A remissão – uma pontuação de sete ou menos na escala ISI – foi de 42,2% no grupo de cobertor ponderado, em comparação com 3,6% no grupo de controle.

Após o estudo inicial de quatro semanas, todos os participantes tiveram a opção de usar a manta pesada para uma fase de acompanhamento de 12 meses.

Peso dos cobertores

Eles testaram quatro cobertores com pesos diferentes: dois cobertores (6 kg e 8 kg) e dois cobertores (6,5 kg e 7 kg) – Já os participantes do grupo de controle dormiram com um cobertor de plástico leve de 1,5 kg.

Após o teste, e eles puderam escolher livremente o cobertor de sua preferência, sendo que a maioria escolheu um cobertor mais pesado.

Apenas um participante desistiu do estudo devido à sensação de ansiedade ao usar o cobertor.

Os participantes que trocaram o cobertor de controle por um cobertor pesado tiveram um efeito semelhante aos pacientes que usaram o cobertor pesado inicialmente.

Após 12 meses, 92% dos usuários de cobertores ponderados responderam e 78% estavam em remissão da insônia.

“Fiquei surpreso com o grande efeito do cobertor pesado sobre a insônia e satisfeito com a redução dos níveis de ansiedade e depressão”, disse o Dr. Mats Alder, psiquiatra consultor do departamento de neurociência clínica do Karolinska Institutet, em Estocolmo e chefe da pesquisa.

E os resultados positivos foram mantidos durante 12 meses de acompanhamento do estudo.

Motivo

“Uma explicação sugerida para o efeito calmante e promotor do sono é a pressão que o cobertor pesado faz em diferentes pontos do corpo, estimulando a sensação do toque e a sensação dos músculos e articulações, semelhante à acupressão – terapia derivada da acupuntura chinesa para reativar a circulação energética  – e massagem”, disse o Dr. Mats Alder.

“Há evidências que sugerem que a estimulação de pressão profunda aumenta a excitação parassimpática do sistema nervoso autônomo e, ao mesmo tempo, reduz a excitação simpática, que é considerada a causa do efeito calmante.”

O Dr. William McCall disse que os resultados do estudo apoiam a teoria psicanalítica do “ambiente de retenção”, que afirma que o toque é uma necessidade básica que proporciona calmante e conforto.

Com informações da American Academy of Sleep Medicine e GNN