Homem chamado de maluco escava canal por 30 anos e leva água a vila seca

13030
Loungi e a água que veio pelo canal - Foto: IndiaTV
Loungi e a água que veio pelo canal - Foto: IndiaTV

Um homem que durante décadas foi chamado de maluco, por diariamente escavar sozinho um canal pra levar água para a comunidade indígena, numa região seca, calou a boca de todos e agora recebe aplausos.  (vídeo abaixo)

Loungi Bhuiya não se conformava em ver seus filhos e fazendeiros vizinhos deixando Kolithwa, na Índia, em busca de pastagens verdes para os animais em outras cidades.

Inspirado no “Homem da Montanha” Dashrath Manjh – que passou 22 anos cavando uma estrada na montanha perto da aldeia Gehlaur de 1960 a 1982 – Loungi Bhuiya começou a cavar um canal de irrigação à mão, até a fonte de água mais próxima, nas colinas de Bangetha.

“Eu tinha ouvido falar dele (Manjh) e pensei que se ele pode fazer isso, por que eu não posso?” Bhuiya disse à Al Jazeera.

“Todos pensaram que eu estava louco”, contou.

A vitória

Ninguém ajudou. Ele trabalhou todos os dias com uma pá nas mãos para transformar em realidade o canal, de um metro de largura por um metro de profundidade.

Demorou quase 30 anos para terminar a obra, mas agora, todos estão se beneficiando dos frutos do trabalho de décadas de Loungi.

“Ele decidiu cavar um canal de uma fonte natural de água na floresta de Bagetha Sahwasi até a vila”, disse o líder da vila Vishnupat Bhokta ao Tribune da Índia.

“Os moradores da vila geralmente levavam o gado para aquela fonte para dar água, que também fornecia sustento aos animais que viviam na área da floresta. Loungi sabia que a fonte de água era suficiente para irrigar as terras agrícolas dos moradores. No entanto, foi um grande desafio levar água para a aldeia”, contou.

Herói local

E ele superou as provocações da família e de outros moradores da vila, onde hoje é sinonimo de inspiração.

Agora com 70 anos, a reputação de Loungi, que era conhecido como o “excêntrico da vizinhança”, foi transformada em herói local.

A população conseguiu ter água nas proximidades e Loungi recentemente ganhou uma recompensa pelos esforços: um trator Mahindra novo, que será usado para expandir o canal.

Quando Dom Quixote disse: “Quando a própria vida parece lunática, quem sabe onde está a loucura? Talvez ser prático demais seja uma loucura. Renunciar aos sonhos pode ser uma loucura … O mais louco de tudo é ver a vida como ela é e não como deveria ser ”, ele não estava se referindo a Bhuiya, mas poderia muito bem estar.

Fotos: reprodução / IndiaTV
Fotos: reprodução / IndiaTV

Assista ao vídeo da IndiaTV sobre a incrível façanha desse homem:

Com informações da IndiaTV e GNN