Pessoas estão “adotando” profissionais de saúde: mimos e gratidão

963
Profissionais da saúde adotados - Foto: reprodução / InsideEdition
Profissionais da saúde adotados - Foto: reprodução / InsideEdition

Que ideia massa! Pessoas estão ‘adotando’ profissionais de saúde pelas redes sociais como forma de agradecê-los pelos serviços prestados e por toda a dedicação nesses tempos de pandemia mundial.

A filha de uma enfermeira lançou uma página de doação no Facebook onde enfermeiras e outros profissionais de saúde se registram para serem “adotados” por pessoas que admiram e reconhecem o trabalho deles.

Aí, os recém “adotados” colocam lá uma lista de desejos da Amazon, para os “adotantes” escolherem os presentes e enviarem para o profissional da saúde escolhido.

O resultado foram caixas e mais caixas de brindes que os profissionais de saúde receberam acompanhados de mensagens sinceras de agradecimento e incentivo.

A ideia

Christine Danderand começou a boa ideia nos Estados Unidos depois que ela, o marido e a filha pegaram Covid em outubro em Nebraska.

Felizmente, a família está se recuperando e ninguém foi hospitalizado, mas ter passado por isso e também vivenciar a rotina da mãe como enfermeira foram as fontes de inspiração para criar algo para levantar o astral dos profissionais da saúde.

“Acabei de ver o quanto minha mãe e seus colegas estão estressados ​​e sobrecarregados de trabalho e pensei ‘de que forma podemos retribuir e mostrar apoio’ ”, disse ela à CNN.

Pedidos simples

E os pedidos dos profissionais da saúde emocionam pela simplicidade.

“Se você ler os muitos links da Amazon verá pedidos de meias de compressão, ou um novo par de sapatos, ou uma caneca de café, doces e coisas asssim”, disse Danderland.

“Apenas pequenas coisas que melhoram o ânimo quando chegam em casa do trabalho no final do dia.”

A enfermeira Kelly Langel da UTI foi incentivada pela família de uma paciente do Covid que ela cuidou a se inscrever no programa. Pouco depois, um pacote especial apareceu na porta da casa dela.

“Ela sentiu em seu coração a vontade de estender a mão e me adotar”, disse Langel à Inside Edition enquanto exibia os presentes de sua caixa: sabonete, loção, protetor labial, uma variedade de chás, uma caneca alegre e um enfeite de Natal. “É muito emocionante”, declarou.

“Eu voltei para casa do meu quarto turno de 12 horas consecutivas com este pacote de presente incrível”, postou a trabalhadora de saúde Stephanie Healey no Facebook. “Sua generosidade me surpreendeu. Espero que você perceba o quanto isso significa.”

A ideia cresceu

Embora o objetivo inicial de Danderand fosse levar a alegria do feriado para a equipe do hospital onde sua mãe trabalha, a ideia decolou. Em três semanas, o grupo tinha mais de 12.000 integrantes.

E, independentemente de o grupo dela ter sido o primeiro ou não, outros semelhantes têm surgido em todo o país.

Para se juntar ao movimento, verifique nas redes sociais as iniciativas locais de adoção a um profissional de saúde… ou, por que não começar um grupo de “adote um trabalhador de linha de frente” aí onde você mora?

Anima?

Com informações de GNN