Veja empresas que estão mandando oxigênio para Manaus

3395
Oxigênio chega a hospital de Manaus - Foto: Bruno Kelly/ Reuters
Oxigênio chega a hospital de Manaus - Foto: Bruno Kelly/ Reuters

Várias empresas estão mandando seus estoques de oxigênio para hospitais de Manaus para ajudar pacientes com Covid-19. Várias delas voluntariamente, outras atendendo à requisição feita pelo governo do Amazonas.

A Ambev anunciou nas redes sociais o envio de 500 cilindros de oxigênio: “A expectativa é de que os 500 cilindros cheguem na manhã deste sábado, 16, em Manaus. A doação também conta com o apoio da fabricante de embalagens Bll. Todo nosso apoio e solidariedade ao povo manauara neste momento”, escreveu.

A Honda doou 30 cilindros de oxigênio, para o Centro de Medicamentos do Amazonas, para o Hospital Getúlio Vargas e outros da região.

A Philco vai doar ao governo do Amazonas 100% de seu estoque atual de oxigênio, utilizado para a fabricação das linhas de ar-condicionado da empresa, ao Governo do Amazonas. São 608 mil litros de oxigênio para a Secretária de Saúde reabastecer os cilindros das unidades de atendimento a pacientes em tratamento contra a Covid-19.

Já a Samsung anunciou a doação de 10 cilindros de oxigênio para hospitais de Manaus, nesta quinta, 14 e deixou à disposição do Governo do Amazonas mais 750 metros cúbicos, equivalente a 75 cilindros.

Requisição administrativa

A Secretaria de Saúde do Amazonas fez uma requisição administrativa para que 18 empresas, montadoras e produtoras de eletrodomésticos localizadas no do Polo Industrial de Manaus (PIM), entreguem seus estoques ou produção de oxigênio.

A medida é para sanar o déficit de 48,3 mil m³ diários.

A “Operação Oxigênio” é para abastecer os hospitais do Amazonas com o gás.

O oxigênio é usado em processos de soldagem e em testes de produtos.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antonio Carlos da Silva, disse que as empresas do Amazonas já doaram todo o seu estoque de oxigênio para ajudar a suprir a rede hospitalar. “A situação é muito trágica, mas o importante é salvar vidas”, destacou.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Ambev (@ambev)

Com informações do Extra e SNB