Vaquinha para Lucas comprar casa para mãe derruba site de tanto acesso

27751
Lucas Penteado, ator - Foto: reprodução / Instagram
Lucas Penteado, ator - Foto: reprodução / Instagram

Como sempre dizemos, o brasileiro não tolera injustiça. Nova prova disso é a quantidade de acessos na vaquinha aberta para ajudar o ator Lucas Penteado a comprar a casa que tanto deseja para a mãe. Ele perdeu o prêmio do BBB21, após abandonar a casa esta madrugada.

Lucas não aguentou a pressão depois do beijo que deu no pernambucano Gilberto Nogueira, o primeiro beijo gay da história do BBB. Lucas Penteado se declarou bissexual e foi questionado pelos adversários – que acharam armação dele para conquistar o público LGBTQIA+. Revoltado, o ator, de 24 anos, deixou o programa.

A reação do público foi imediata. Em 4 horas foram arrecadados R$ 45 mil para Lucas, mas os fãs nas redes sociais querem mais: a meta é levantar o valor do prêmio que ele perdeu ao deixar o programa: R$ 1,5 milhão.

E tem tanta gente entrando na página, querendo colaborar, que o site da vaquinha do Lucas congestionou, ficou instável, caiu no início da tarde deste domingo e a equipe fez uma parceria para a nova vaquinha oficial, no Catarse.

E não são apenas os fãs. Influenciadores digitais, artistas e jornalistas também declararam apoio às doações.

Explosão de seguidores

A comoção também se mostrou no Instagram.

No meio da tarde deste domingo Lucas já tinha mais de 5,1 milhões de seguidores.

Ele entrou na casa com 199 mil.

Tranquilizar os fãs

Para tranquilizar os fãs, a assessoria do artista informou pelo Twitter que ele “encontra-se bem” e se pronunciará sobre o ocorrido “no momento oportuno”.

Veja o comunicado:

“Agradecemos a rede de afeto em torno do ator Lucas Penteado. Ele encontra-se bem e, em momento mais oportuno, se pronunciará em relação às demandas da imprensa. Sobre as vaquinhas virtuais, informamos que a única autorizada pela família é a da Instituição Desabafo Social”, diz a nota postada pela assessora, Alessandra Costa e pelo advogado, Fernando Santos.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa