Empresários se unem para vacinar todos os brasileiros até setembro

Luiza Trajano, dona do Magalu - Foto: Patricia Monteiro / Bloomberg
Luiza Trajano, dona do Magalu - Foto: Patricia Monteiro / Bloomberg

Empresários se uniram e criaram um movimento para ajudar a vacinar todos os brasileiros até setembro. É o Unidos pela Vacina.

O grupo vai apoiar o SUS, Sistema Único de Saúde, com soluções de logística e compra de insumos, como seringas, agulhas e também facilitar a distribuição dos imunizantes contra a Covid-19 em todo o país nos próximos 8 meses.

Os empresários também querem ajudar na fabricação dos imunizantes – com auxílio na logística e na solução de problemas da Fundação Oswaldo Cruz, parceira na produção da vacina de Oxford/Astrazeneca, e do Instituto Butantan, que fabrica, no Brasil, a CoronaVac.

O Unidos pela Vacina foi anunciado nesta segunda, 8 pela empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza.

“O nosso objetivo é vacinar todos os brasileiros até setembro deste ano. Sim, vacina para todos até setembro deste ano”. A gente não discute política, não procura culpado. A gente discute, sim, como levar a vacina até todas as pessoas do nosso país”, escreveu a empresária nas redes sociais.

O movimento é coordenado pelo Grupo Mulheres do Brasil, que tem mais de 75 mil participantes.

Entidades como a Febraban, Federação Nacional dos Bancos, já anunciaram apoio ao Unidos pela Vacina, que deve divulgar ao longo da semana as ações em todo o país.

Não foi revelado quanto será investido no movimento.

Quebrar resistência

O movimento vai investir em uma campanha publicitária que será veiculada em todo o país, pela televisão.

A intenção é diminuir a resistência à vacina e, depois, mostrar como tomar o imunizante.

O Unidos pela Vacina lançado nesta segunda-feira não tem relação com o outro movimento empresarial que surgiu em janeiro, que pretendia comprar imunizantes para aplicar em funcionários de grandes empresas e doar parte das vacinas adquiridas para o SUS.

Com informações do EM e CNN