Médico e enfermeira entram na água e atendem criança no meio da enchente no Acre

Rodrigo Damasceno na água atendendo a criança - Foto: Lucas Melo/Arquivo pessoal
Rodrigo Damasceno na água atendendo a criança - Foto: Lucas Melo/Arquivo pessoal

Temos que começar a matéria com uma salva de palmas para este médico para este médico e a enfermeira exemplos de empatia e de amor à profissão é só próximo ! Para salvar uma criança que estava em um barco com a mãe, eles entraram na água, no meio da enchente, no município de Tarauacá, no interior do Acre.

O nome desse herói brasileiro é Rodrigo Damasceno ( @doutor_rodrigodamasceno ). E o da heroína Lara Lopes (@laralopes02_ ) A criança que eles atenderam tem dois anos e está com pneumonia.

A foto do atendimento na água viralizou nas redes sociais. Ela mostra o médico e a enfermeira com a água acima da cintura. Rodrigo Damasceno aparece ouvindo os batimentos de uma criança com um estetoscópio, enquanto a mãe segura o filho no colo dentro de uma canoa.

O registro foi feito pelo fotógrafo Lucas Melo na última quinta, 18, que acompanhava a equipe do médico nos atendimentos.

“A maior dificuldade em consultar é deixar um barco próximo ao outro. Então, é mais fácil ficar fora e dentro da água e consultar as pessoas dentro do barco, assim, temos uma mobilidade melhor”, disse o médico ao G1.

A família mora na Rua Manoel Lorenço, no bairro da Praia, um dos primeiros atingidos pela enchente do rio Tarauacá.

Remédios doados

Ele contou como fez o socorro: “Conseguimos remédios com uma farmácia local e saímos também distribuindo a medicação, porque não adianta dar só a receita se a família não tem condições de comprar”, contou Rodrigo Damasceno.

Ele disse que nunca tinha visto uma enchente como a deste ano.

“É a maior alagação que vivenciei no município e que está afetando mais as pessoas.

A enchente

A cidade de Tarauacá sofre uma das maiores enchentes de sua história.  Mais de 90% do município está inundado e mais de 400 pessoas estão desabrigadas.

O rio está 1,55m acima do nível máximo estipulado para transbordar.

Segundo a Defesa Civil de Tarauacá, há 80 famílias desabrigadas e 35 desalojadas. Foram montados oito abrigos para atender os moradores que precisaram sair de casa. Pelo menos 7 mil famílias, o que representa em média 28 mil pessoas, foram atingidas pelas águas do rio.

Nove bairros da cidade já foram afetados, além de parte da BR-364, que dá acesso à cidade.

A assistência

O médico, que também é ex-prefeito de Tarauacá, explicou que a família da criança não saiu de casa, mesmo com a água dentro da residência.

A mãe do menino falou para a equipe médica que tem medo de sair do local e furtarem os móveis.

Damasceno disse que o momento é de buscar os pacientes, ir nas casas oferecer ajuda, porque a maioria das pessoas está isolada nos bairros e não pode sair para procurar atendimento. Além disso, ele disse que muitas unidades de saúde estão inundadas.

“A gente tem tentado atender da forma que é possível, se for dentro da água vamos; se for nas casas também entramos; se for situação de um local mais afastado também vamos, porque as pessoas estão isoladas.]…] Mais da metade dos postos de saúde está debaixo d’água, então, até para procurar os atendimentos é difícil”.

Fome

Em visita em alguns bairros, Damasceno contou que encontrou famílias que não tinham o que comer.

“O povo está passando uma necessidade grande, acabou o auxílio emergencial, hoje fui em uma casa entregar sopa que o pessoal não tinha tomado café e nem almoçado. Só iam comer a sopa. O que estamos tentando fazer é amenizar o sofrimento, levando uma sopa, atendimento, pão, para ver se consegue ajudar uma parte da população”, acrescentou.

O governador do Acre, Gladson Cameli, decretou na última terça, 16, situação de emergência devido à cheia dos rios.

As cidades de Rio Branco, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Feijó, Tarauacá, Jordão, Cruzeiro do Sul, Porto Walter, Mâncio Lima e Rodrigues Alves foram citadas no decreto.

Na quinta, 18, o governo federal reconheceu a situação de emergência na capital acreana e na cidade de Tarauacá, no interior do estado, em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), assinada pelo secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves.

Rodrigo Damasceno na água atendendo a criança - Foto: Lucas Melo/Arquivo pessoal
Rodrigo Damasceno na água atendendo a criança – Foto: Lucas Melo/Arquivo pessoal
A enchente no interior do Acre - Gleydison Meireles/Arquivo pessoal
A enchente no interior do Acre – Gleydison Meireles/Arquivo pessoal

Gostaria de Agradecer a todos que estão nos ajudando a Ajudar.

Ontem a tarde distribuímos sopa e pão doados pela Bebé…

Publicado por Rodrigo Damasceno em Quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Com informações do G1