Casal adota 7 irmãos que perderam os pais em acidente de carro

13372
Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal - Foto: reprodução / Instagram
Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal - Foto: reprodução / Instagram

Que coração imenso! Um casal que já tinha cinco filhos biológicos adotou sete irmãos que perderam os pais em acidente de carro e foram parar em um orfanato.

Pam Willis estava navegando nas redes sociais quando viu a notícia sobre os irmãos órfãos que precisavam de um lar permanente.

A esposa chamou do marido, Gary Willis, para ver a matéria. O casal da Califórnia, nos Estados Unidos, se comoveu e decidiu adotar todos eles para não separar a família.

A adoção

O casal entrou em contato para conhecer Adelino, que hoje tem 15 anos, Ruby, de 13, Aleecia, de 9, Anthony, de 8, Aubriella, de 7, Leo, de 5, e Xander, de 4 anos de idade.

Em agosto do ano passado, eles foram morar com seus novos pais.

A cerimônia da nova família foi virtual e contou com a presença dos outros cinco filhos biológicos de Pam e Gary, que já são adultos: Matthew, de 32 anos, Andrew, de 30, Alexa, de 27, Sophia, de 23, e Sam, de 20.

A adaptação

Como foi a adaptação dos jovens ao novo lar?

Pam disse a um jornal local que os primeiros seis meses foram difíceis para que as crianças dormissem bem, mas que todos foram se acostumando com o tempo e as coisas ficaram mais tranquilas.

“Trouxemos uma grande tela de TV para que todos pudessem assistir, torcer e estar seguros durante a pandemia do coronavírus. Havia muito amor, eles nos deram uma segunda chance de ser pais, nós demos a eles uma segunda mãe e um segundo pai”, concluiu Pam.

Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal - Foto: reprodução / Instagram
Os 7 irmãos órfãos adotados pelo casal – Foto: reprodução / Instagram
Os pais com os 7 irmãos que adotaram - Foto: reprodução / Instagram
Os pais com os 7 irmãos que adotaram – Foto: reprodução / Instagram

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Pam Willis (@second.chance.7)

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do R7