McDonald’s não demitiu em 2020 e promete repetir isso em 2021

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O McDonald’s foi motivo de felicidade e tranquilidade para funcionários brasileiros em 2020: não fez demissões por causa da pandemia.

Como está entre os setores mais atingidos pela crise, a área de restaurantes, a rede de fast food agiu rápido para se adaptar aos novos tempos.

Primeiro ampliou os serviços de drive-thru com o ‘sem-parar’, o que diminuiu o tempo de espera e aumentou as vendas.

Segundo o CEO da rede no Brasil, Paulo Camargo, o tempo de espera foi reduzido pela metade durante o período de pandemia –especialmente com o uso de tecnologia, como o pagamento por meio do Sem Parar.

Camargo também disse que o programa de redução de jornadas e salários foi fundamental para manter o pessoal.

BEM

Graças ao BEM – o programa implantando pelo Mc para manter os funcionários trabalhando, no ano passado – boa parte dos 50 mil colaboradores da empresa foi beneficiada, o que deve se repetir em 2021, de acordo com o executivo.

Na semana passada  o governo enviou ao Congresso o projeto de lei que possibilita a reabertura do BEM, assim como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Pronampe.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, afirmou que o programa voltará e deve atingir 4 milhões de funcionários com carteira assinada.

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – Com informações da CNN