Sobrinha que impediu corte de luz do tio recebe doações e quita dívidas

Érica impediu o corte de luz do tio, que está internado há 4 dias. - Foto: reprodução YouTube.
Érica impediu o corte de luz do tio, que está internado há 4 dias. - Foto: reprodução YouTube.

Um vídeo de uma microempresária viralizou na última semana, quando ela impediu que um funcionário da Enel – companhia de energia que atende o estado do Ceará– cortasse a luz da casa do tio por falta de pagamento.

Arrochada, como se fala no Ceará, Érica Daniele mostrou que quando se trata de família, ela não hesita em defender.

O parente está intubado por causa da Covid-19 e por isso não pôde quitar as dívidas. A cena comoveu gente de todas as partes e Érica recebeu doações até de fora do Brasil. Ela conta hoje que ficou feliz com a repercussão e agradeceu muito a ajuda financeira.

Contas atrasadas

Roberto Carlos, de 56 ano, tio de Érica, está intubado há quatro dias em um leito de terapia intensiva do Hospital São José (HSJ), em Fortaleza.

Segundo a microempresária, a internação dele impossibilitou a quitação da dívida de aproximadamente R$ 550.

“Ele é honesto, sempre pagou as contas dele em dia, agora intubado não tem como pagar, não”, defendeu Érica no vídeo publicado na internet.

Ajuda

Não demorou muito para o vídeo da Érica viralizar. Assim como ela, muita gente tem passado dificuldades financeiras nesta pandemia e se viu representado.

E foi por causa desse sentimento, que a família da microempresária recebeu muitas doações. Érica revelou que várias pessoas procuraram a família de Roberto Carlos para oferecer ajuda financeira.

O dinheiro coletado foi suficiente não só para pagar a conta de energia, mas deu também para pagar a companhia de água, que estava com fatura vencida desde fevereiro.

“Foi uma coisa inacreditável. A gente recebeu ligação do exterior, de outros estados, para sanar essas dívidas”, comemorou a sobrinha.

Sobre o atual quadro clínico do tio, Érica informou que ele apresenta melhoras e a equipe médica pretende interromper as sedações. Roberto chegou a usar o capacete de respiração assistida Elmo por dois dias, mas o nível de saturação piorou por causa da ansiedade.

Veja o vídeo da Érica que viralizou:

 

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa. – Com informações de Diário do Nordeste