Jovem conserta celulares usados e doa para alunos carentes estudarem

Tibeiro conserta celulares quebrados e entrega em escolas públicas do Chile. - Foto: Instagram @_collectingdust
Tibeiro conserta celulares quebrados e entrega em escolas públicas do Chile. - Foto: Instagram @_collectingdust

A pandemia trouxe uma nova realidade para os estudantes e um grande problema para aqueles que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Sabendo que nem todo aluno tem um aparelho para acompanhar as aulas online, Tiberio Malaiu, de 17 anos, encontrou um jeito de ajudar.

Ele conserta celulares usados e depois os entrega para os alunos. O projeto ganhou força e o jovem já tem o apoio de 8 pessoas.

“Coletando poeira”

Tiberio é do Chile e via que muitas crianças carentes do país dele enfrentavam a mesma dificuldade: a falta de tecnologia para acompanhar as atividades escolares.

Ele então criou o projeto “Collecting Dust” (@_collectingdust), que em tradução livre significa “coletando poeira”.

“Percebi que havia uma grande carência tecnológica e que muitas dessas crianças não conseguiam se conectar porque não tinham acesso à internet nem ao celular”, disse o jovem.

O adolescente recebe aparelhos velhos e, muitas vezes inutilizados pelos antigos donos, restaura cada um deles e entrega para escolas públicas.

Ele mesmo coleta os aparelhos. A única exigência é que os modelos suportem aplicativos utilizados para aulas online, como o Zoom, Meet, Google Classroom e outros.

Apoio

Ele começou tudo isso sozinho, mas aos poucos amigos e familiares foram se voluntariando e hoje já são 8 pessoas na equipe.

Tiberio confessa que essa ajuda foi muito importante, já que ele está no último ano do Ensino Médio e precisa dar conta dos estudos. “Tive muito apoio da minha família”, lembra.

Tiberio quer ajudar o máximo de alunos e garante que o projeto não acabará após a pandemia.

O estudante conta que a inspiração do nome veio porque “os telefones celulares estão em gavetas, espalhados em algum lugar da casa, literalmente acumulando poeira”.

Que exemplo!

Foto: Instagram @_collectingdust
Foto: Instagram @_collectingdust
Foto: Instagram @_collectingdust
Foto: Instagram @_collectingdust
Foto: Instagram @_collectingdust
Foto: Instagram @_collectingdust

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa. – Com informações de UPSOCL