Voluntários resgatam girafas presas em ilha inundada

As girafas foram resgatadas e levadas para um novo santuário - Foto: ONG Northern Rangelands Trust
As girafas foram resgatadas e levadas para um novo santuário - Foto: ONG Northern Rangelands Trust

Uma verdadeira operação de resgate foi montada por voluntários no Quênia para salvar girafas que estavam presas em uma ilha prestes a desaparecer.

As girafas resgatadas são da espécie Baringo, que está ameaçada de extinção. Elas foram transferidas para um outro santuário e agora, felizmente, estão completamente seguras.

A Ilha de Longicharo fica no Vale do Rift, região central do Quênia, na África. As girafas foram levadas para lá em 2001 como parte de um projeto de conservação da espécie. Mas nos últimos anos, o mar invadiu casas, comércios e deixou a região inabitável, comprometendo também o habitat das girafas.

Elas já estavam com falta de alimentos quando a operação começou, em dezembro do ano passado.

O resgate

Os voluntários pertencem a ONG Northern Rangelands Trust e contaram com o apoio Serviço Nacional de Vida Selvagem do Quênia.

Para o resgate foram construídas balsas para transportar as girafas da ilha, que tem aproximadamente 15 mil metros quadrados.

Para que não causasse um grande impacto, os animais foram transportados um a um. Em dezembro, uma das giradas deu à luz e, como o filhote ainda era pequeno e sensível, o projeto ficou parado até a última semana.

Agora todas as girafas Baringo estão em um novo santuário que garante a segurança genética da espécie através da reprodução com novas girafas que chegarão ao habitat. Hoje existe apenas um macho no grupo.

A Baringo é considerada uma das mais altas dentre todas as espécies e está ameaçada de extinção. A estimativa é que existam apenas 1.400 delas na vida selvagem e, nove viviam sob cuidados na ilha inundada.

Transporte - Foto: ONG Northern Rangelands Trust
Transporte – Foto: ONG Northern Rangelands Trust
Transporte - Foto: ONG Northern Rangelands Trust
Transporte – Foto: ONG Northern Rangelands Trust
Transporte - Foto: ONG Northern Rangelands Trust
Transporte – Foto: ONG Northern Rangelands Trust

Com informações de Conexão Planeta.