Enfermeiros criam “Olimpíadas” em UTI para comemorar avanço dos bebês

1172
Bebês participam das Olimpíadas da UTI Neonatal - Foto: reprodução
Bebês participam das Olimpíadas da UTI Neonatal - Foto: reprodução

“Escalada de Incubadora”, “Corrida pelo Leitinho” e “Salto de Ninhos”, são algumas das modalidades das Olimpíadas da UTI neonatal do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

A brincadeira foi criação dos enfermeiros, que queriam levar um pouco mais de leveza e humanização para o ambiente. A ideia tem divertido familiares e toda equipe médica.

Com o tema “Minhas primeiras Olimpíadas”, foram afixados cartazes com ícones esportivos e frases divertidas, mesclando esporte e assistência em saúde.

Evolução na saúde dos bebês

A ideia das olimpíadas foi uma forma de celebrar o avanço de bebês internados na unidade. Todas as modalidades criadas, fazem referência às conquistas de bebês recém-nascidos para a recuperação até a alta hospitalar.

Cada vitória é celebrada diariamente pelas mães que acompanham as crianças. Cada avanço é um ponto a mais rumo ao pódio da “alta médica”.

O gesto, sem dúvidas, emocionou famílias e colaboradores. Segundo a enfermeira Camila Barretos, de 35 anos, que há 5 anos atua na unidade, a iniciativa faz parte de uma série de ações realizadas pelos enfermeiros como forma de amenizar a tensão do ambiente.

“É um ambiente pesado para as mães e acompanhantes que estão esperançosas pela saída dos bebês, afinal, a maioria espera sair daqui com seu bebê para a casa, e não para uma UTI. Então isso é uma forma da gente aliviar o coração delas e comemorar cada avanço”.

Importância

Ações como essas são comuns na unidade para acalmar as famílias. Segundo a equipe, o trabalho feito de forma humanizada leva um pouco mais de segurança para quem acompanha as crianças.

É também uma forma de unir colaboradores por um gesto de carinho em meio ao trabalho. “Tivemos a ideia durante o dia e deu certo. Resolvemos brincar com as ações dos bebês que ocorrem diariamente. Para as mamães, isso faz uma diferença enorme e pra gente também, é muito bom ver os bebês evoluindo”.

Olimpíadas neonatal - Foto: reprodução
Olimpíadas neonatal – Foto: reprodução
Olimpíadas neonatal - Foto: reprodução
Olimpíadas neonatal – Foto: reprodução
Olimpíadas neonatal - Foto: reprodução
Olimpíadas neonatal – Foto: reprodução

Com informações de Campo Grande News