Anticorpos contra Covid podem passar para bebês pelo leite materno, diz USP

917
Leite materno pode transmitir anticorpos contra covid- Foto: reprodução
Leite materno pode transmitir anticorpos contra covid- Foto: reprodução

Uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP), constatou que mães vacinadas podem transmitir anticorpos contra Covid-19 para os bebês pelo leite materno.

Os resultados foram notados em colaboradoras lactantes do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP, responsável por conduzir o estudo.

As mães analisadas foram imunizadas com a Coronavac. No entanto, estudos equivalentes foram feitos em outros países, como Israel, Estados Unidos e Espanha, mostrando que as vacinas Pfizer, Moderna e Oxford/Astrazeneca também induzem anticorpos no leite.

Reforço com segunda dose

Segundo o estudo, a segunda dose ainda aumentou mais o nível de anticorpos das gestantes e, em algumas das colaboradoras, níveis altos de anticorpos contra a covid-19 mantiveram-se no leite materno mesmo depois de alguns meses de amamentação.

“O leite materno é importante justamente porque carrega um grande repertório de anticorpos, acumulados ao longo da vida da gestante”, explica a professora Magda Carneiro Sampaio, do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da USP, vice-presidente do Conselho Diretor do Instituto da Criança do HC.

Magda ainda ressalta que “Esse anticorpo [advindo do leite] é muito interessante, porque tem uma ação fundamentalmente local, quase nada dele é absorvido. Sua ação é em todo o trato gastrointestinal do bebê”.

Casos raros

Apesar dos resultados favoráveis, os casos confirmados no organismo de bebês ainda são isolados.

No Brasil, há um episódio registrado em Tubarão (SC) onde um bebê de 2 anos, amamentado pela mãe que havia se vacinado, recebeu a confirmação de anticorpos de SARS-COV 2 por meio de um exame pedido pelo médico. E mais de 60 casos em MG.

Com informações de Agência Brasil