Brasileira, ex-doméstica, vira conselheira do governo Biden

2171
A ex-domestica brasileira Natalicia Tracy faz o juramento ao assumir cargo no governo Biden - Fotos: reprodução / Instagram
A ex-domestica brasileira Natalicia Tracy faz o juramento ao assumir cargo no governo Biden - Fotos: reprodução / Instagram

A brasileira Natalicia Tracy é uma ex-doméstica que deixou o Brasil em 1989 e foi para os Estados Unidos tentar uma vida melhor, mas sofreu bastante por lá.

Esta semana, passados mais de 30 anos, ela foi convidada pela administração do presidente Joe Biden para assumir um cargo de confiança.

Ela agora é Conselheira Sênior de Política do Occupational Safety and Health Administration, no Departamento de do Trabalho.

Natalicia assumiu o cargo na última segunda-feira, dia 13. Ela é um exemplo do imigrante que chega aos Estados Unidos e consegue realizar o “sonho americano”. De empregada doméstica ela se tornou uma líder entre trabalhadores de várias nacionalidades.

Natalícia se tornou uma das maiores defensoras das comunidades imigrantes e virou uma ativista de influência em Massachusetts.

“Não importa onde ou o quão longe eu vá, minhas lições de vida e meus valores essenciais irão guiar minhas ações. Não vou perder de vista de onde vim e ficar no caminho da justiça social”, escreveu a nova conselheira no Instagram.

A história da brasileira

Ela tinha apenas 19 de idade quando foi recrutada, em São Paulo, para acompanhar uma família brasileira durante uma temporada de dois anos em Boston.

Além de cuidar de um bebê de dois anos, ela desempenhava todas as tarefas domésticas da casa.

Ela trabalhava cerca de 17 horas por dias, considerado pelas leis norte-americanas como trabalha escravo.

Dormia no chão

Mas como ela não entendia, continuou sua luta.

A brasileira dormia no chão de numa varanda fechada com cimento grosso. Ela não podia usar o telefone, nem receber cartas.

Além do árduo trabalho, ela recebia apenas US $25 por 90 horas de trabalho.

Quando terminou o contrato, a família voltou ao Brasil e Tracy decidiu ficar.

Um ano depois, “estava morando num subúrbio americano, casada com um norte-americano e vivendo uma vida americana”.

Decidiu estudar

Uma pessoa que sempre foi determinada em buscar os seus objetivos, Natalicia decidiu se dedicar aos estudos.

Graduou-se em Psicologia e Sociologia e se tornou mestre pela Universidade de Massachusetts.

Com a experiência adquirida ao longo dos anos e através dos estudos, ela se tornou uma das ativistas mais importantes da comunidade brasileira.

À frente do Brazilian Worker Center (BWC), desde 2010, ela se tornou uma das mais destacadas dos trabalhadores, principalmente dos brasileiros.

Convite de Biden

Ela disse que quando recebeu o convite para assumir o cargo no governo Biden, ficou bastante emocionada, e aceitou de imediato.

Um dos principais motivos é que ela terá mais influência para defender as classes mais vulneráveis.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Natalicia Tracy, PhD (@ntracy15)

Com informações do BrazilianTimes