Ex-doméstica se forma em Direito com livros do lixo e passa em concurso

Andreia Tavares na formatura e na PM - Fotos: arquivo pessoal||||
Andreia Tavares na formatura e na PM - Fotos: arquivo pessoal||||

A história de superação de Andreia Tavares daria um livro e um filme. Ex-doméstica, ela se formou em Direito, passou na OAB, fez concurso para a PM e hoje é aspirante a oficial – um tipo um estágio antes de virar tenente – da Polícia Militar de Goiás.

Uma vida bem diferente da que levava há 17 nos, quando deixou o Pará com apenas 15 anos de idade, com uma criança de 1 mês no colo e um marido companheiro, que ajudou Andreia a trilhar o caminho do sucesso.

José Francisco, que é gari da prefeitura de Goiânia, pegava livros do lixo e levava para Andreia estudar no barraco de lona no qual viviam, sem banheiro, por falta de dinheiro para pagar aluguel.

Eram “Livros literários. Eu lia todos. Isso me ajudou a obter uma nota 89 na redação do ENEM e fez a diferença para ganhar a bolsa 100% do curso de Direito”, contou Andreia Tavares em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Pouco tempo depois a família se mudou para um cômodo de 3 metros quadrados. Nessa época eles tinham uma cama, um fogão e guardavam as roupas e panelas em caixas de papelão.

A virada

Para ajudar o marido, Andreia trabalhou como empregada doméstica durante 7 anos, mas nunca desistiu do sonho de estudar.

Durante o dia ela limpava a casa dos outros e à noite se enfiava nos livros. O esforço e dedicação deram resultado

Ela conseguiu uma bolsa com 100% de desconto pelo PROUNI e foi cursar a faculdade de direito. Antes mesmo de terminar o curso, Andréia passou na OAB.

Depois prestou concurso para a PM de Goiás para os cargos de cadete e soldado. Ela concorreu com mais de 2 mil mulheres e passou nos dois.

Vida nova

Hoje, Andreia, com 31 anos, José Francisco e o filho, Cristhyan Tavares, que está com 16 anos, vivem uma vida tranquila e cheia de gratidão.

“Somos felizes demais. Desde que entrei na Polícia Militar, a nossas vidas mudaram para melhor… Hoje temos casa própria, tenho um carro pra andar… meu esposo tem uma moto. A qualidade de vida é outra”, agradece.

A vez dele

Agora será a vez de o marido estudar e a esposa ajudar.

Aos 37 anos, José Francisco pretende voltar às salas de aula este ano

“Vai voltar sim. Ele só tem a 8ª série, mas vai fazer o EJA – Educação de Jovens e Adultos. Faculdade ele ainda não decidiu, por enquanto ele quer terminar o ensino médio”, concluiu Andreia, animada.

A família de Andreia é prova do poder de transformação que a educação tem na vida das pessoas!

José, o filho e Andreia, quando chegaram a Goiás - Foto: arquivo pessoal
José, o filho e Andreia, quando chegaram a Goiás – Foto: arquivo pessoal
Andreia e o marido José - Fotos: arquivo pessoal
Andreia e o marido José – Fotos: arquivo pessoal
Andreia e a família agora - Foto: arquivo pessoal
Andreia e a família agora – Foto: arquivo pessoal
Andreia e a família agora - Foto: arquivo pessoal
Andreia e a família agora – Foto: arquivo pessoal

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube