Rapaz que tirou 980 no Enem ensina redação de graça na comunidade

576
Mateus, que tirou 980 no Enem, dando aula de redação de graça para a comunidade dele no AP - Foto: Diário do Amapá / reprodução
Mateus, que tirou 980 no Enem, dando aula de redação de graça para a comunidade dele no AP - Foto: Diário do Amapá / reprodução

Como é bom ver gente ajudando gente a crescer com a educação. E é isso que faz um rapaz que tirou 980 no Enem em 2020, na prova de redação.

Mateus Barbosa, de 19 anos, o único do Amapá a conseguir essa marca, hoje ensina de graça estudantes do interior do estado para que os moradores da comunidade dele também tenham um bom desempenho na escrita na hora do Exame Nacional do Ensino Médio.

Ele dá aulas de redação no quintal da casa de um dos alunos, na comunidade de Cruzeiro do Sul.

“Hoje eu levo o conhecimento que adquiri para a comunidade de Cruzeiro, aonde tem alunos que eu fiz inscrição, fiz o procedimento todo para poder fazer o Enem. Lá é tudo muito difícil porque não tem acesso à internet e as ligações são muito ruins”, contou o jovem professor em entrevista ao programa Luiz Melo Entrevista, na Rádio Diário 90,9 FM.

E o que deixa o Mateus mais feliz é o bom rendimento que os alunos dele estão tendo na redação.

“Tenho uma aluna que, em 2019 ela tirou 320 na redação, e com a minha ajuda ela, em 2020, ela tirou 960 pontos, foi a segunda maior nota do município do Amapá”, contou.

As aulas gratuitas

Mateus dá aulas toda semana sem cobrar nada porque sabe das dificuldades que os jovens têm por lá.

“Todos os finais de semana saio do município de Amapá para dar aula na comunidade. Levo meu material e dou aulas gratuitamente, pois sei o quanto é difícil estudar e é um bem que fazemos para as pessoas”, contou.

Hoje ele cursa Engenharia Agronômica na Universidade Estadual do Amapá (UEAP) e Letras em uma faculdade privada.

Muita leitura

Mateus revelou que para ter o bom desempenho que teve na redação do Enem, é preciso ter muita dedicação aos estudos e, principalmente, leitura.

“Pra eu conseguir tirar uma boa nota eu precisei ler bastante”, afirmou.

E não pense que as condições de estudo dele eram fáceis! Nem pré-vestibular ele conseguiu fazer.

“Apesar de não ter mecanismos para estudar, como um pré-enem, tive que estudar sozinho em casa e assistindo vídeoaulas pelo YouTube, contou.

E ainda teve que lidar com a falta de luz na região.

“Apesar do apagão, que durou mais de 20 dias, não parei de estudar e consegui tirar a maior nota do estado na redação”, comemorou o jovem.

Mateus dá aula para os jovens da comunidade todo fim de semana - Foto: reprodução / Diário do Amapá
Mateus dá aula na comunidade todo fim de semana – Foto: reprodução / Diário do Amapá

Com informações do Diário do Amapá