Atleta paralímpico reencontra homem que o salvou após acidente com trem

825
Atleta paralímpico, prata nos jogos de Tóquio, reencontra homem responsável por salvá-lo após acidente com trem — Foto: Reprodução/RPC
Atleta paralímpico, prata nos jogos de Tóquio, reencontra homem responsável por salvá-lo após acidente com trem — Foto: Reprodução/RPC

O atleta paralímpico brasileiro Giovane Vieira de Paula, conseguiu encontrar pessoalmente o homem que o salvou há mais de 10 anos, quando sofreu um acidente com um trem e perdeu a perna.

Na época, Giovane tinha apenas 11 anos, quando pulou de um vagão, escorregou e foi atropelado pelo trem. Na ocasião, Ari José de Lima o socorreu. Os dois nunca tinham se encontrado e o atleta pôde finalmente agradecer ao ex-segurança ferroviário.

O acidente com o medalha de prata na prova de canoagem, em Tóquio, foi em Mauá da Serra, no norte do Paraná. Giovane perdeu uma perna e agradeceu por estar vivo.

“Esse aqui é meu anjo da guarda, ele que me deu a vida, porque naquele momento ali eu já não tinha mais esperança. Eu estava pedindo socorro e não saia voz”, contou o paratleta.

Como foi o acidente

Giovane estava brincando entre os vagões com outros amigos, quando o trem começou a se movimentar. Todos pularam e desceram, exceto ele.

O menino ainda seguiu sobre o trem cerca de 50 km e, quando decidiu pular, escorregou e caiu. Na queda, o trem passou e atropelou o Giovane.

Ele lembra que ainda ficou aproximadamente uma hora sem ver ninguém passar pelo local. Foi quando Ari o viu e prestou socorro.

“Ele estava ali e a perninha dele tava aqui. Mas ele não sabia nem que estava sem a perna”, contou Ari.

Ari pediu socorro para a polícia e, depois disso, só soube que o menino foi levado para um hospital em Apucarana e nada mais.

Alegria do reencontro

Quando viu a história de Giovane, durante as paralimpíadas de Tóquio, Ari não acreditou que era o mesmo menino que tinha salvado há anos.

“Fiquei muito contente. Naquele tempo ele era ‘piazotinho’, né, agora está bem maior que eu”, brincou Ari.

Quem comemorou também o reencontro foi a mãe de Giovane, Jane Rezende de Moraes.

“Ele sempre falava que ele gostaria de conhecer o anjo que salvou a vida dele, e para nós foi incrível esse encontro”, afirmou.

Abraço de agradecimento entre Giovane e Ari — Foto: Reprodução/RPC
Abraço de agradecimento entre Giovane e Ari — Foto: Reprodução/RPC

Com informações de Portal JNN