Para incentivar adoção, jogadores entram em campo com cães resgatados

-
Por Andréa Fassina
Compartilhar
Imagem de capa para Para incentivar adoção, jogadores entram em campo com cães resgatados
Jogadores do América entraram em campo com cães resgatados Foto: Divulgação

Um estádio sem fogos de artíficio e com jogadores do América entrando em campo com cães resgatados após rompimento da barragem de Brumadinho, para incentivar a adoção.

A boa ação foi durante a quarta rodada do Campeonato Mineiro 2022, antes da partida entre o América e o Atletic, na Arena Independência neste sábado, 05 de fevereiro, em Belo Horizonte, MG.

A ideia do time foi sensibilizar interessados em dar aos animais um novo lar. Atualmente, 299 (246 cães e 53 gatos) estão disponíveis para adoção.

Escalação

A partida terminou com empate de 1×1, com gols de Everaldo pelo América e Alason pelo Atletic.

A seleção canina entrou em campo com a seguinte escalação:

No gol: Beca, nas laterais Dudu e José, na zaga Arlete e Fred, formando o meio de campo Mickey, Miudinha e Roliço, no ataque, um trio artilheiro, com Sossego, Jade e Tequila.

Além da entrada em campo foi possível conhecer os craques caninos nas dependências do estádio, em evento para os torcedores presentes, o que permitiu a interação das pessoas com os animais durante e após o jogo. (veja post abaixo)

Durante a partida, todos os protocolos sanitários recomendados pelas autoridades e órgãos ambientais foram seguidos. Além disso, não foram utilizados fogos de artifício para não causar nenhum desconforto ao ouvido sensível dos cães.

Como adotar?

A supervisora da Fazenda Abrigo de Fauna, Magda Castro revelou que existe uma queda no número de adoções e a ação realizada pelo América Futebol Clube traz a esperança de que os animais encontrem uma nova família.

“No início do ano as adoções caem consideravelmente e há uma quantidade ainda maior de abandonos. Traumas de um abandono deixam várias cicatrizes na vida de um pet, muitas vezes é necessária a ajuda de um veterinário para reverter esse quadro. A ação realizada pelo América traz esperança de que esses animais encontrem um novo lar, todos estão batendo um bolão”, brinca.

Os interessados podem conhecer cada um dos animais na página Me leva pra casa, que já recebeu cerca de 30 mil visitas.

Brumadinho

Os veterinários são capacitados para realizar entrevistas remotas e todo o processo de adoção pode ser feito a distância. Os profissionais acompanham o pet ao longo dos seis primeiros meses. A ação faz parte dos compromissos apresentados pela companhia aos órgãos públicos.

Desde o rompimento da barragem B1, em Brumadinho, a Vale mantém estruturas para acolhimento, cuidado e abrigo temporário de animais domésticos e silvestres das áreas atingidas.

As equipes especializadas tratam e acolhem animais resgatados em áreas atingidas pelo rompimento.

Dos animais domésticos cuidados e tratados pela Vale desde 2019, 380 – 250 cães e 130 gatos – já foram adotados.

Veja os animais no instagram do América –

Com informações da Agência Brasil