‘Estou grávida e fui contratada’: postagem de mãe no LinkedIn viraliza

-
Por Andréa Fassina
Compartilhar
Imagem de capa para ‘Estou grávida e fui contratada’: postagem de mãe no LinkedIn viraliza
Franziska procurou emprego durante a gravidez e conseguiu! Foto: Anna Franziska Hunger / Linkedin

O relato inspirador de uma mulher grávida que buscava emprego e foi contratada viralizou na plataforma profissional LinkedIn.

Anna Franziska Hunger, grávida de 6 meses resolveu dizer a verdade nas entrevistas e acabou conquistando uma vaga numa empresa de investimentos que atua em toda a Europa, a Kaya VC.

Além disso, a futura mamãe terá licença maternidade e outros benefícios. A atitude foi comemorada em forma de post que acabou rendendo  80.000 curtidas com milhares de comentários.

O post do LinkedIn

“ESTOU GRÁVIDA e fui contratada.

Embora isso esteja se tornando mais popular, ser uma ‘contratada grávida’ ainda parece um dilema.

Uma indicação clara: eu estava com medo de dar a notícia durante as entrevistas (embora vindo da People Ops, eu deveria saber melhor) e várias vezes recebi o conselho ‘bem intencionado’ de esconder minha gravidez até ser contratada.

Resolvi não me comprometer e dizer a verdade, grávida de 6 meses (de novo). Quero ser um modelo para minha filha e trabalhar para uma empresa que valoriza e capacita mães trabalhadoras que fazem malabarismos com duas crianças pequenas.

O resultado: consegui o emprego, inclusive. licença de maternidade e não podia estar mais motivada para integrar uma equipe de tão engaja com pensamento progressista, além de inspiradora.

Obrigado KAYA VC por confiar em mim e confiar em mim e no talento da sua equipe”.

Repercussão

Os comentários, em sua maioria, vieram em forma de apoio e empatia.

“Eu também! Depois de lutar contra a infertilidade por anos, descobri que estava grávida uma semana depois de começar meu trabalho”, comentou uma usuária.

“Obviamente, eu estava com medo de contar ao meu chefe, mas sabia que tinha que fazer isso. A reação dele? Apoio total. E ele disse: ‘Adoro contratar mães porque elas sabem ser eficientes e precisam do trabalho para sustentar seus filhos, famílias.’ Mas a primeira coisa que saiu dessa boca foi ‘Parabéns!’ E ele quis dizer isso.”

“Eu entendo perfeitamente isso, eu também estava grávida e fui contratada. Isso foi há 30 anos”, comentou outra mulher.

Parece que o mundo corporativo está mudando… felizmente!

Com informações do Sunnyskyz