Superpais gays adotam 14 crianças, a maioria de orfanato

3202
superpais1|superpais2|superpais3
superpais1|superpais2|superpais3
Steven e Roger Ham não imaginavam que um dia precisariam de uma van para 15 passageiros, que lavariam 4 cargas de roupas por dia, nem que gastariam 1.500 dólares por mês, pouco mais de 3 mil reais, com mantimentos.
A história da grande família americana, sustentada e educada por pais gays, começou em 2003, quando o casal quis adotar a primeira criança.
Eles conheceram Michael, de 5 anos, que vivia em uma casa abrigo e adotaram o menino.

Em casa Michael contou que estava preocupado com seus 4 irmãos, que ele ajudou a alimentar e a vestir antes do orfanato separá-los .

Comovidos, os pais prometeram mantê-los todos juntos e adotaram também Elizabeth, de 4 anos e Andrew, de 3.
“As lágrimas rolavam pelo rosto dessas crianças “, disse Steven
Logo os superpais conseguiram adotar o outros irmãos, Jackson e Madison, gêmeos de 2 anos de idade, e em 2004 contavam com 5 filhos em casa.
Mas o sonho de Steven era ter um bebê.
Em 2006 adotou Marcus, então com 15 meses.
“Ele era o garoto mais bonito que você pode imaginar “, diz Steven.
Duas semanas depois o casal adotou Vanessa, de 11 anos, que tinha sido expulsa de casa.
O próximo foi Cooper, de 6 meses, que chegou e 2008, depois que ele foi abandonado atrás de um supermercado, e sua irmã Olivia, abandonada em um hospital local.
E a família continuou a crescer, quando o Serviço de Proteção à Criança levou Ambrose, de 10 meses para a família.
Na sequência, em 2009, o casal adotou Logan, um menino de 4 anos, de Washington, com uma deformidade da orelha , e sua irmã Isabel , depois de saber que havia planos para separá-los .
“Naquele momento , éramos 12 e chega”, disse Steven . Os superpais fecharam sua licença de adoção.
Mas em janeiro do ano passado eles viram a notícia de um professor, que disse ter encontrado machucados em uma menina de 4 anos de idade, que teria sofrido abusos de seus pais adotivos.
Ficaram com ela e seu irmãozinho, de 2 anos.
Logo descobriram que essas duas últimas crianças eram meio-irmãos de Ambrósio.
Eles chamaram uma reunião de família, que decidiu abraçar mais duas crianças.
Em fevereiro chegaram os irmãos de Ambrósio , Julian e Bella.
“Nunca foi nossa intenção adotar 14 crianças “, disse Steven Ham TODAY.com.
superpais2
A casa
Aí você se pergunta: como organizar uma casa com tantas crianças?
E os superpais não têm empregada!
“Quando você entra na casa deles, você não imagina que existem 14 crianças que vivem lá. É limpo e em ordem, disse Heather Shew-Plummer, que cuida das adoções para a família.
A maioria dos filhos de Steven e Roger Ham conheceu de perto a instabilidade da vida em um orfanato, por isso as crianças valorizam a casa e a família que têm agora.
Todas elas tem uma atividade extracurricular e uma tarefa doméstica.
“O trabalho deles é ser uma criança . O meu é ter certeza de que eles têm o que precisam, para serem adultos bem-sucedidos. “
Plummer diz que Steven e Roger (foto abaixo) transformaram a vida de seus filhos:
” Seus corações são incríveis. Eles vão batalhar todos os dias para conseguir o que precisam para os seus filhos. “
superpais3
Com informações do Today.com. 
Matéria indicada por Karen Gekker.