Mãe cria enfeites para aparelho auditivo. Negócio contra preconceito

1973
Fotos: reprodução/Facebook|
Fotos: reprodução/Facebook|

Uma mãe transformou preconceito em negócio.

Sarah Ivermee, de Cheltenham, no Reino Unido, tem um menino com deficiência auditiva. Ao ver que crianças com surdez sofriam um certo desconforto e constrangimento por usarem aparelhos auditivos, Sarah resolveu deixar os dispositivos mais divertidos e alegres.

Ela começou a decorar os aparelhos com heróis e personagens infantis, para que crianças não ficassem “envergonhadas” em usar os dispositivos nas orelhas.

A ideia deu certo e Sarah criou então uma empresa para produzir kit feitos sob medida, para decorar aparelhos auditivos.

Em seu site, ela relata que os enfeites divertidos fazem tanto sucesso que até seu filho mais novo, Charlie, quer usá-los, apesar de não sofrer nenhuma deficiência auditiva.

Os preços dos kits giram em torno de 12 libras, cerca de 60 reais.

O outro filho de Sarah, Freddie, de cinco anos, foi diagnosticado com surdez profunda em um ouvido e perda auditiva moderada no outro com apenas dois meses de idade.

Segundo Sarah, seu filho nunca teve problemas em usar seus aparelhos.

Fotos: reprodução / Facebook
Fotos: reprodução / Facebook

Com informações do CatracaLivre