Criminalidade zero: um dos melhores lugares pra se viver

3401
Noruega/Aurora Boreal - Foto: Pinterest
Noruega/Aurora Boreal - Foto: Pinterest

Criminalidade zero, quase não existe diferença entre salários e a qualidade de vida é nota mil, de acordo com a ONU.

Onde fica esse paraíso? É a Noruega, o país escandinavo, dos vickings, apontado como um dos melhores lugares do mundo para se viver.

O país nórdico tem construído essa fama invejável com muito trabalho e a descoberta de uma riqueza incalculável em petróleo e gás.

No ranking mundial da felicidade a Noruega está entre os cinco mais felizes. E de acordo com a ONU, que mede a qualidade de vida das nações, o país está no primeiríssimo lugar desse ranking há doze anos.

Na cidade e no campo o estilo de vida norueguês é confortável, porém simples, sem ostentação.

O custo de vida é altíssimo, mas a Noruega é uma das nações mais igualitárias do planeta. Quase não existe diferença entre os maiores e os menores salários.

O país foi mostrado no GloboRepórter da última sexta-feira, 3.

Honestidade e confiança

Os produtos de uma família que tem vacas leiteiras, em uma pequena propriedade rural na região, ficam expostos em uma loja sem ninguém para atender. São iogurte e queijos orgânicos.

Quando algum cliente chega é só escolher o produto e se quiser comprar, tem um telefone à disposição. Basta chamar que dona Othild, de 58 anos, sai da casa dela, nos fundos da propriedade, e vai até a loja encontrar o comprador.

Tudo tão tranquilo, tão honesto, que as pessoas deixam os produtos à vontade, para quem quiser escolher.

O país

A Noruega é uma monarquia parlamentarista com cinco milhões de habitantes. O PIB per capita é um dos maiores do mundo –  dez vezes o brasileiro.

O governo controla várias empresas e investe pesado no chamado estado de bem-estar social.

São serviços públicos de qualidade e muitos benefícios. Tudo à custa de impostos altos e da exploração do petróleo farto, descoberto no oceano.

O que o governo lucrou neste setor foi aplicado num fundo soberano. É o maior do mundo e acumula quase 900 bilhões de dólares. Dinheiro para garantir o futuro das próximas gerações, quando o petróleo acabar.

Apesar do frio intenso no país, a prosperidade da Noruega tem atraído gente que vem de longe.

É uma mão de obra necessária, mas que tem incomodado os mais conservadores. E nem todos os estrangeiros que chegam lá conseguem um lugar ao sol.

Com informações do GloboRepórter